Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

6 de agosto de 2013

Angeologia - Teologia 02.94 - Em Relação às Nações

Angelogia - Teologia 02.94
 
Em relação às nações

“E o sexto anjo derramou a sua taça sobre o grande rio Eufrates; e a sua água secou-se, para que se preparasse o caminho dos reis do Oriente. E da boca do dragão, e da boca da besta, e da boca do falso profeta vi saírem três espíritos imundos, semelhantes a rãs, porque são espíritos de demônios, que fazem prodígios; os quais vão ao encontro dos reis de todo o mundo para os congregar para a batalha, naquele grande Dia do Deus Todo-poderoso... E os congregaram no lugar que em hebreu se chama Armagedom” (Ap 16.12-16). Esta será a penúltima rebelião de Satanás contra Deus. Trata-se das nações do Oriente que, impulsionadas por forças satânicas, participarão de um grande conflito, a saber, a guerra do Armagedom (Ap 19.17-21). O sexto anjo prepara o caminho para a guerra final da presente era, secando o rio Eufrates para deixar os exércitos do Oriente aproximarem-se de Israel (Is 11.15).

O v.13 do texto supra faz menção de espíritos imundos semelhantes a rãs que são demônios operadores de milagres e, assim, enganam as nações para apoiarem o mal, o pecado e o anticristo. Isso é um sinal evidente que durante a grande tribulação, os governantes das nações ficarão endemoninhados. É dessa forma que enganados por Satanás através de seus milagres, urdirão um plano louco que lançará o mundo inteiro num grande holocausto que dar-se-á no local chamado Armagedom (gr. harmagedon) (Ap 16.16). Esta região está localizada no centro-norte da Palestina e significa “vale do Megido” que será o ponto central da batalha, naquele grande dia do Deus Todo-poderoso (Ap 16.14). Essa guerra será travada perto do fim da tribulação, e acabará quando Cristo voltar para destruir os ímpios (Ap 14.19), para libertar o seu povo e para inaugurar seu reino messiânico. Note os seguintes fatos no tocante a esse evento: Os profetas do Antigo Testamento profetizaram o evento (Dt 32.43; Jr 25.31; Jl 3.2,9-17; Sf 3.8; Zc 14.2-5); Satanás e os seus demônios reunirão muitas nações sob a direção do anticristo a fim de guerrearem contra Deus, contra seus exércitos, contra seu povo e para destruir Jerusalém (Ap 16.13,14,16; 17.14; 19.14,19; Ez 38,39; Zc 14.2). Embora o ponto central esteja na terra de Israel, o evento do Armagedom envolverá a totalidade do mundo (Jr 25.29-38); Cristo voltará e intervirá de modo sobrenatural, destruindo o anticristo e os seus exércitos (Ap 19.19-21; Zc 14.1-5), e todos aqueles que desobedecem ao evangelho (Sl 110.5; Is 66.15,16; 2Ts 1.7-10). Deus também enviará destruição e terremotos sobre o mundo inteiro nesse período (Ap 16.18,19; Jr 25.29-33).

Após a batalha do Armagedom Satanás será preso por um período de mil anos, contudo, depois desse tempo será solto, onde por fim reunirá uma multidão incontável de pessoas (Ap 20.9) e as comandará para a última batalha na tentativa insana de derrotar a Deus. “E vi descer do céu um anjo que tinha a chave do abismo e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que mais não engane as nações...” (Ap 20.3). “E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão e sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha. E subiram sobre ia largura da terra e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; mas desceu fogo do céu e os devorou” (Ap 20.7-9). Como observamos acima, no término do milênio, Satanás será solto e numa atitude desesperada manipula, pela última vez, as nações, enganando-se a ponto de supor que ainda poderá derrotar a Deus. Sairá a enganar aqueles que quiserem rebelar-se contra o reino de Cristo, e ajuntará uma multidão de semelhantes rebeldes. “Gogue e Magogue” (Ap 20.8).

É desta forma que Satanás trabalha incansavelmente. Atua cegando os entendimentos (2Co 4.4); arrebatando a palavra dos corações (Lc 8.12); usando homens para se oporem à obra de Deus (Ap 2.10). E para tanto mente (At 5.3); acusa e difama (Ap 12.10); dificulta trabalho (1Ts 2.18); se vale de demônios (Ef 6.11-12); semeia o joio entre os crentes (Mt 13.38-39); realiza perseguições contra os seus oponentes (Ap 2.10) etc.





Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.



Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...