Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

14 de agosto de 2013

Antropologia - Teologia 03.75 - Pontos Favoráveis ao Criacionismo

Antropologia - Teologia 03.75


9.3.1 Pontos Favoráveis ao Criacionismo

(a) O relato original da criação indica marcante distinção entre a criação do corpo e da alma.
Aquele é tomado da terra, ao passo que esta vem diretamente de Deus. 
Esta distinção se mantém através de toda a Bíblia, onde o corpo e a alma não somente são apresentados como substâncias diferentes, mas também como tendo origens diferentes (Ec 12.7; Is 42.5).

(b) É claramente mais coerente com a natureza da alma humana. 
A natureza imaterial e espiritual, e portanto indivisível, da alma do homem, geralmente admitida por todos os cristãos, é expressamente reconhecida pelo criacionismo. 

(c) Evita perigos latentes na área da cristologia, e faz maior justiça à descrição escriturística da pessoa de Cristo. 
Ele foi verdadeiro homem, possuindo verdadeira natureza humana, corpo real e alma racional, nasceu de mulher, fez-se semelhante a nós em todos os pontos e, todavia, sem pecado. 
Diversamente de todos os outros homens, Ele não participou da culpa e corrupção da transgressão de Adão. 
Isso foi possível porque Ele não compartilhou a mesma
essência numérica que pecou Adão. 

(d) O Salmo 127.3 diz: "Herança do Senhor são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão". Isso indica que não só a alma, mas também toda a pessoa da criança, incluindo seu corpo, é dádiva de Deus. 

(e) Não é possível conceber que a mãe e o pai sejam somente eles responsáveis por todos os aspectos da existência do filho. 
Disse o salmista: Salmo 139.13 "Tu me teceste no seio de minha mãe". 

(f) Isaías 42.1 O profeta afirma que Deus dá fôlego às pessoas da terra e "espírito aos que andam nela". 

9.3.2 Objeções ao Criacionismo 

(a) O criacionismo não pode explicar o fatos dos filhos se parecerem com os pais nos aspectos intelectuais e espirituais tanto quanto nos físicos. 

(b) As referências que falam de Deus como Criador da alma dão a entender criação imediata. Deus é, com igual clareza, mostrado como o Criador do corpo (por ex. Sl 139.13,14; Jr 1.5), e nem por isso interpretamos isto como se significasse criação imediata, mas sim mediata.

(c) Não explica a tendência que todos os homens têm de pecar. 
Ou Deus deve ter criado cada alma em uma condição de pecaminosidade, ou o simples contato da alma com o corpo deve tê-la corrompido. 
No primeiro caso, Deus é o autor do pecado, e no segundo, o indireto. Tudo isto prova que a teoria da criação é insustentável. 


Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...