Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

20 de agosto de 2013

Cura Interior - Teologia 10.14 - Emoções

Cura Interior - Teologia 10.14


 3) Emoções

Jr 17:9

Ø   Instrumento para expressar o que sentimos

Por meio das emoções expressamos amor, ódio, tristeza, alegria, etc.
·         Elas podem ser agradáveis
·         Ou desagradáveis

O povo brasileiro é por índole um povo emotivo. ( se emociona facilmente )
Nossas emoções precisam ser restauradas.

Ø   Deus não quer que sufoquemos nossas emoções, mas também não quer que caminhemos por elas.

Se sufocarmos nossa emoções seremos frios como uma pedra.
Mas se caminharmos por emoções seremos inconstantes, inseguros e vulneráveis.

Não podemos basear nossa comunhão com Deus nas emoções, pois elas vão e vem, podemos estar emocionados ou não. Mas isso não altera a nossa condição para com Ele. Elas podem ser válidas e bonitas, mas não servem como base.

Ex.: Reuniões , músicas - tocam nas emoções

II Co 4:18

Ø   Independente do que sentimos ou não devemos caminhar pela Palavra de Deus.

As emoções nos enganam   Pv 23:7

Ninguém pode ter comunhão com Deus através das áreas da alma
·      Podemos ter pensamentos a respeito de Deus.
·      Pensamentos positivos
·      Ter vontade de Deus e não tê-lo
·      Ter sentimentos , nos emocionar com Deus e não tocá-lo.

As áreas da alma são incapazes de ter comunhão com Deus. O homem só tem comunhão com Deus em espírito, que foi vivificado por Ele no novo nascimento.

“Deus é Espírito e importa que seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.” Jo 4:24


Como vencer os sentimentos negativos

Olhando às circunstâncias do ponto de vista de Deus.
Ex.: Josué e Calebe viram a possibilidade de vencer os inimigos e tomar a terra. Os demais espias viram os gigantes.
Ex.: Davi e Golias. Os israelitas viram que Golias era grande demais para ser enfrentado. Davi viu que: a testa do gigante era grande demais para errar uma pedrada.

II Coríntios 5:7, II Coríntios 4:18
Muitos cristãos se preocupam demais com seus sentimentos.
Exageram na importância deles.

Efésios 6:13 fala do dia mal. Qual dia  mal ?
·       Sabemos que temos que andar pela fé e não pelos sentimentos, mas é muito comum voltar ao hábito de tomar decisões e julgar nossos valores pessoais ou nossa espiritualidade baseados no que estamos sentindo.
·       Até que ponto nossas emoções são importantes ?

Ø   Para se ter uma resposta correta precisamos descobrir o ponto de vista de Deus.

Creio que Deus se preocupa com nossos sentimentos, mas muito mais com nossas : Ações , Pensamentos e  Palavras

Não encontramos na palavra de Deus nada como devo me sentir:
Os ensinamentos são claros sobre:
1 - Como devo me comportar.
2 - Como devo pensar.
3 - Como devo falar.

A razão disso é que Deus sabe que de nada adiantaria ordenar como o homem deve se sentir, já que Ele nos criou incapazes de obedecer esse tipo de ordem. Não há como decidirmos como vamos nos sentir.


A certas coisas que podemos decidir com a ajuda de Deus:
·       O que fazer.
·       O que pensar.
·       O que dizer.

Deus nos dotou com capacidade de usar nossa vontade para fazer nossas escolhas. Mas não existe escolha ou decisão que possa produzir as emoções que gostaríamos de sentir.

Podemos decidir:
·       O que fazer .
·       O que  pensar.
·       O que dizer.

Os sentimentos são controlados ou são conseqüências dos:
·       Nossos pensamentos
·       Ou palavras que dirigimos a nós mesmos.
( Mais a frente vou abordar esse assunto ).

Por desígnio de Deus, nossos sentimentos (emoções) são reações involuntárias aos pensamentos que ocupam a nossa mente e as palavras que nos afloram aos lábios, principalmente as que dirigimos a nós mesmos. - O CONTROLE DAS EMOÇÕES DEPENDE DIRETAMENTE DO CONTROLE DE NOSSOS PENSAMENTOS E PALAVRAS.

De certa forma os nossos sentimentos são semelhantes aos nossos sonhos:
São provocados por nossos  pensamentos, porém não são racionais ou confiáveis. Como os sonhos nossos sentimentos revelam muita coisa a nosso respeito, pois espelham o nosso subconsciente. No entanto não devemos confiar neles para orientar nossas decisões, e nem valorizá-las demasiadamente, pois podemos correr o risco de perder a objetividade, caindo num mundo de introspecção e misticismo.

Outro perigo : deixar os sentimentos se multiplicarem - um sentimento negativo tende a gerar outros sentimentos negativos.

Ex.: Uma depressão pode gerar um sentimento de culpa por estar deprimido.
Especialmente o crente pode se sentir culpado. Porque crente não pode ser assim.

Ø   ANTICONCEPCIONAL - negar aos sentimentos negativos o direito de se reproduzirem e dominar nossas vidas.

Não admitir sentimento de culpa - por exemplo: se eu fosse um crente mais espiritual não teria esse tipo de sentimento.

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA






Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...