Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

28 de outubro de 2014

Escatologia - Teologia 17.14 - Aliança Davídica

Escatologia - Teologia 17.14



2.4-  ALIANÇA DAVÍDICA

A aliança com Davi também está ligada diretamente a Abraâmica, porém com pormenores que se referiam a Davi e seus descendentes. Sua apresentação

por parte de Deus através do profeta Natã se encontra em 2Sm 7:12-16:

Quando teus dias se cumprirem e descansares com teus pais, então, farei levantar depois de ti o teu descendente, que procederá de ti, e   estabelecerei o seu reino. Este edificará uma casa ao meu nome, e eu estabelecerei para sempre o trono do seu reino.  Eu lhe serei por pai, e ele me   será por filho; se vier a transgredir, castigá-lo-ei com varas de homens e com açoites de filhos de homens. Mas a minha misericórdia se não apartará   dele, como a retirei de Saul, a quem tirei de diante de ti. Porém a tua casa e o teu reino serão firmados para sempre diante de ti; teu trono será   estabelecido para sempre.


Davi havia colocado em seu coração o desejo de construir um templo ao Senhor (2Sm 7:2), Deus não permitiu, porém fez com ele esta aliança onde

podemos observar que:



1.    Deus lhe daria um filho (Salomão); 

2.    Após sua morte o reino seria entregue a este filho; 

3.    Seu filho edificaria o templo do Senhor; 
4.    Deus amaria esse filho; 

5.    Deus promete ter misericórdia de seu filho mesmo diante de suas transgressões; 

6.  Sua casa (descendência), seu reino (nação) e seu trono seriam estabelecidos para sempre. 

             

Deus deixa claro para Davi que ninguém, a não ser de sua descendência, sentaria no trono (Sl 89:3-4) e esta promessa como todas as outras é de caráter   incondicional, Deus se compromete a fazer. Só nos resta saber quem será este descendente que sentará no trono, uma vez que Israel está novamente em   sua terra e formando novamente uma nação, sobre isto o apóstolo Pedro em Atos 2:30-31:


Sendo, pois, profeta e sabendo que Deus lhe havia jurado que um dos seus descendentes se assentaria no seu trono, prevendo isto, referiu-se à   ressurreição de Cristo, que nem foi deixado na morte, nem o seu corpo experimentou corrupção.


Lucas 1:31-33 esclarece:


Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor,   lhe dará o trono de Davi, seu pai ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim. 


Ao amilenistas (os que não crêem na existência de um milênio literal) tem lutado para provar que este reino é espiritual e que a igreja cumpre esta   promessa, onde Jesus, o descendente de Davi, reina soberano, no entanto para tal interpretação é necessário espiritualizar demasiadamente o texto e seu   cumprimento, não observando que desde o início os eventos prometidos como: o nascimento de Salomão, a construção do templo, seu reinado, seus   pecados e castigo divino, como também a permanência da misericórdia do Senhor em sua vida, que foram cumpridos literalmente. Estes acontecimentos   literais, indicam o caráter da promessa, o fato é que os amilenistas argumentam que estes cumprem apenas a parte literal da aliança, permanecendo a   parte espiritual cumprida por Cristo ao longo de seu reinado sobre a igreja.


O reino prometido a Davi era totalmente literal, o próprio Jesus pregou o reino dessa forma em Mt 25:31-33.

Quando vier o Filho do Homem na sua majestade e todos os anjos com ele, então, se assentará no trono da sua glória; e todas as nações serão   reunidas em sua presença, e ele separará uns dos outros, como o pastor separa dos cabritos as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos,   à esquerda.


Não há a menor base para um reino espiritual cumprir este aspecto da aliança, o fato de em apocalipse Jesus ser apresentado num trono não permite   ligação ao trono de Davi, apenas indica a majestade de Cristo. O profeta Ezequiel também fala da permanência literalmente perpétua do trono de Davi em   37:24:


O meu servo Davi reinará sobre eles; todos eles terão um só pastor, andarão nos meus juízos, guardarão os meus estatutos e os observarão.


Jesus é o grande rei “que veio para os seus, mas os seus não o receberam”, porém retornará e estabelecerá seu trono. Deus tem providenciado a   preservação da casa de Davi, isto é, a nação de Israel, a qual irá, no final da grande tribulação, ter seu trono ocupado através de seu “descendente”, Jesus   que virá para instituir seu reino eterno.  


Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...