Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

3 de dezembro de 2014

Escatologia - Teologia 17.51 - Teoria do Arrebatamento Parcial

Escatologia - Teologia 17.51


5.1-TEORIA DO ARREBATAMENTO PARCIAL

Das quatro teorias a serem apresentadas apenas a do arrebatamento parcial não discute quando será o evento referente a grande tribulação, ou seja, se   antes, no meio ou depois, o que ela traz a discussão é que participará dele. Para o parcialista não são todos os crentes, mesmo sendo autênticos, que   serão arrebatados, mas somente um grupo formado por aqueles que estão ansiosamente aguardando seu retorno e são dignos de participar.


Quanto ao tempo os parcialistas são pré-tribulacionistas, crêem que o arrebatamento será antes da grande tribulação, fazendo com que os salvos que   não esperavam com ansiedade a volta do senhor passem por ela a fim de aguardarem o retorno visível de Cristo.

Veja no gráfico o pensamento parcialista:

Toda  a  estrutura  desta  teoria  está  baseada  nas  seguintes  referências  bíblicas:   Mateus 25:1-13; Lucas 21:36 “Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais   havidos por dignos de evitar todas essas coisas que hão de acontecer e de estar em pé   diante do Filho do Homem”; Tito 2:13 “aguardando a bem-aventurada esperança e o
aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo”; Hebreus 9:28 “assim também Cristo, oferecendo-se uma vez, para tirar os pecados de   muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para a salvação.” e I João 2:28 “E agora, filhinhos, permanecei nele, para que, quando ele se   manifestar, tenhamos confiança e não sejamos confundidos por ele na sua vinda.” Em todas estas referências há uma exortação a vigilância, no entanto não   há o menor indicio de que só serão salvos os “havidos por dignos” até porque este grupo não existe; ninguém é digno.  


Para uma sustentação viável desta teoria o parcialista precisa negar pontos fundamentais da doutrina cristã como:

    A eficácia do sacrifício de Cristo (Hb 10:11-12) 

    A adoção divina através de Jesus (Rm 8:15-16) 

    A unidade da verdadeira igreja de Cristo sob a qual ele é a cabeça (Ef 4: 4-6) 

    A eficácia da graça de Deus (Rm 3:24) 

    O fato de que nenhuma parte da verdadeira igreja de Jesus irá passar pela grande tribulação (Ap 3:10) 


O apóstolo Paulo nos dá a resolução final em I Coríntios 15:51-52:


Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ante   a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.


Paulo nos informa que “todos” os que estiverem em Cristo serão transformados, isto se baseia na Justiça divina e não na humana, seguidos por aqueles

que morreram em Cristo que também foram justificados e isto sim nos torna dignos.


Por tudo isso fica totalmente descartada a possibilidade de um arrebatamento parcial.



Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...