Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

26 de março de 2015

Escola Bíblica - Teologia 18.51 - Abordagem de Problemas

Escola Bíblica - Teologia 18.51


ABORDAGEM DE PROBLEMAS

1.      Analise os ângulos (origem, conseqüências, extensão): verifique principalmente quais são as origens de problema. Faça questionamentos: a EBD está perdendo o rumo (objetivos)? Há falha no ensino? O que acontecerá se nada for feito? Quantas pessoas são afetadas?
2.      Evidencie soluções: quais são as possíveis soluções? O que irá, provavelmente, ocorrer se a (s) solução (ões) forem implementadas? Qual o envolvimento, nas soluções prováveis, de professores, alunos, líderes e oficiais dirigentes?
3.      Teste opções: não implemente uma solução imediata sem retorno. As vezes a solução aumenta ou cria outro problema. Faça um teste. Verifique as reações ou resultados.
4.      Modifique as alternativas: se o que você testou não foi suficiente, modifique a solução, peça aconselhamento, busque alternativas. Nem sempre acertamos na primeira vez, especialmente nos problemas mais complexos.

è PROCEDIMENTOS PADRÕES A SEREM ADOTADOS EM CASOS DE:

Há vários procedimentos que poderiam ser definidos como “padrões” para situações comuns na EBD. Adiante, os principais problemas e sua seqüência de possíveis soluções:

Pecado ou distorção doutrinária: aconselhamento, afastamento, arrependimento e reconciliação. De qualquer forma, o acompanhamento pastoral é imprescindível.

Divergências: método da interação (conciliação, arbitragem). Não utilize imposição. De preferência, utilize a arbitragem do pastor.

Desleixo ministerial: pesquisa das causas (entrevista), aconselhamento, afastamento (provisório), observação, readmissão ou afastamento (permanente), acompanhamento pastoral.

Críticas: análise da fonte e conteúdo. Se a fonte é fraca, a crítica não deve ter importância. Se o conteúdo é verídico, deve-se agir imediatamente. Caso contrário, simplesmente esqueça!

è ESTRATÉGIAS PARA O LÍDER DA EBD NA BUSCA DE SOLUÇÕES:

Independentemente das soluções padrões ou não, você deverá adotar algumas estratégias para que todos os ângulos do problema possam ser analisados. Faça o seguinte:

1)      Visitação á (s) pessoa (s) envolvida (s) no (s) problema (s).
2)      Comunicação (restrita, reservada) quando o problema envolver uma única pessoa ou tiver uma extensão restrita.
3)      Comunicação (aberta e pública) quando o problema envolver a igreja ou for muito grave.
4)      Conciliação: nem sempre a solução será a ideal, mas a administrável, real nas circunstâncias e limitações existentes.

ESTUDO DE CASO 1:

Alzira era uma excelente professora de EBD. Amada pelos alunos, querida pelos líderes. Fiel. Dizimista. "Perfeita". Solteira. Uma dia enamorou-se com um rapaz simpático. Ficou grávida dele (antes do casamento). Sua classe era de jovens de 14 a 17 anos. O que fazer?
1.      Afastá-la imediatamente, para não dar "escândalo".
2.      Ocultar o problema, fingindo que nada aconteceu, que é "normal".
3.      Dar todo o apoio espiritual, mas explicando que sua atitude exige que seja afastada, temporariamente, da classe.

ESTUDO DE CASO 2:

Você tem uma EBD pequena. Um líder da igreja propõe que você pare de coordenar a EBD, e utilize seu tempo disponível para atividades mais "proveitosas", como: coordenar o grupo de jovens, visitar os doentes, etc. Você:
1.      Repudia imediatamente a idéia!
2.      Leva ao pastor esta "crise" e pede uma solução para ele.
3.      Verifica a possibilidade de utilizar pessoas da própria EBD para as atividades sugeridas.
4.      Não faz nada, considerando aquele líder "fraco".

ESTUDO DE CASO 3:

Um professor começa a ensinar seus alunos de modo "liberal". Apesar do ensino não ser contrariamente á Bíblia, usa métodos "novos" e "estranhos" para fazê-lo. Alguns pais de alunos reclamam do professor para você. Qual sua atitude:
1.      Leva o assunto ao conselho de professores.
2.      Participa da classe e analisa os novos métodos, se de fato são úteis ou não.
3.      Chama imediatamente a atenção do professor, e pede que pare com tais métodos.
4.      Envia uma nota de esclarecimento aos pais dos alunos, apoiando o professor.

ESTUDO DE CASO 4:

Surge um novo "líder" na EBD. Tem várias idéias "novas" na cabeça e começa querer tomar lugar na liderança. Sugere mudanças "radicais". Explica que várias coisas estão erradas. Que fazer?

ESTUDO DE CASO 5:

Você está cansado. Está 5 anos a frente da coordenação da EBD. Ninguém lhe cumprimentou pelo trabalho realizado. Ao contrário, existe uma certa "cobrança" de melhores resultados, por parte dos pais dos alunos e dos demais líderes. Você:
  1. Deixa o assunto com o pastor e dá um prazo para sair do cargo.
  2. Deixa tudo como está, levando o ministério em frente, do jeito que está.
  3. Leva o assunto para o conselho de professores e solicita ajuda.
  4. Prepara uma reunião de esclarecimento e apoio com a igreja.

Explique suas decisões.

Alguns exemplos de ocorrências e suas possíveis soluções:


Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA

Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...