Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

24 de junho de 2015

Estudo da Fé - Teologia 19.15 - Creia Que Você Recebeu Sua Petição Antes de Obtê-la

Estudo da Fé - Teologia 19.15


Creia Que Você Recebeu Sua Petição Antes de Obtê-la

Então enxerguei tudol Foi como se alguém tivesse acendido uma lâmpada dentro de mim. Disse então: "Que­rido Senhor Jesus, consigo ver, consigo verl Tenho que crer que recebi minha cura antes de obtê-la. Tenho que crer que recebi a cura para o meu coração enquanto ele ainda não está batendo direito. Tenho que crer que recebi a cura para nrinha paralisia mesmo que do ponto de vista natural ainda esteja paralisado. E se eu crer que recebi a cura, então eu a terei".
Antes eu queria obter minha cura para depois crer nela. Mas não é necessário crer em algo que você já obteve, pois, neste caso, você já tomou conhecimento do fato. Fé não ó visão. Em outras palavras, uma vez que você já viu o que estava crendo, não precisa mais da fé para crer em sua petição.
No mesmo instante percebi onde estava falhando. Estive esperando receber minha cura por todos esses meses, e a esperança não realiza a tarefa. Não poderia receber a resposta das minhas orações pela esperança — somente pela fé. Isto significa que tinha que crer que recebi a resposta antes de realmente vê-la manifesta.
O que ó bom nisso tudo é que não ó preciso uma igreja do Evangelho Pleno, nem uma igreja denomi-nacional, nem qualquer pessoa para lhe dizer como receber de Deus. Se você simplesmente seguir a Pala­vra e o Espírito Santo, você se verá andando em linha com a Palavra, pois o Espírito Santo sempre o conduzirá em linha com a Palavra.
Quando estava no leito de enfermidade ainda podia me mover; somente a parte inferior do meu corpo estava paralisada. Podia mover minhas mãos.
Ninguém me falou para erguer as mãos, mas assim o I   fiz. Ergui minhas mãos para o céu e disse: "Pai Celestial, querido Senhor Jesus, graças a Deus que estou curado! Creio que estou curado!"
Finalmente declarei o que tinha no tempo verbal cor­reto! Finalmente pude fazer a fé funcionar em meu favor.
Agora, a fé É a substância das coisas que se espe­ram, a evidência das coisas que se não vêem (Hb 11.1 KJV). AGORA fé é.... Se não é para agora, não é fé. A Bíblia diz: "Agora, a fé é...", no tempo verbal presente. Se não está no tempo verbal presente, então não se trata da fé.
Quando disse ao Senhor: "Senhor, creio que recebo minha cura agora", foi nesse momento que tinha a fé operando em meu favor.
Mas quando as pessoas dizem: "Creio que Irei ser curado", não se trata da fé, pois não é no presente.
Disse: "Obrigado, querido Senhor Jesus, pela minha cura! Creio que meu coração está bem; creio que estou curado da paralisia! Eu agradeço ao Senhor pela cura do meu corpoI" I Poucos minutos podem parecer muito tempo, mas [ creio que devo ter louvado a Deus por aproximadamente dez minutos. Embora não tivesse olhado um relógio, devo ter passado por volta de dez minutos louvando-o pelo fato de que o meu coração estava bem e meu corpo estava curado!
Contudo, quase imediatamente, Satanás veio me de­safiar. Sim, ele irá contestar cada milímetro de terreno que você tira dele. Ele tentará lutar com você em cada passo do caminho.
Imediatamente o diabo me disse: "Você diz ser um cristão e agora está mentindo".
Em outra ocasião o diabo teria negado que há o inferno ou o lago de fogo, mas nesta situação, o diabo me disse: "Você não sabe que a Bíblia diz que todos os mentirosos irão para o lago que arde com fogo e enxofre?"
Eu respondi: "Sim, eu sei, 'seu1 Diabo" (eu sabia que era o diabo falando porque qualquer coisa que traz I   dúvida e desânimo vem do inimigo).
Eu continuei: "Sim, eu seu disso, diabo, mas eu não menti".
Ele disse: "Sim, você mentiu. Você disse que está curado quando não está. Sinta agora o seu coração".
Tinha tamanho hábito de colocar a mão no peito para sentir meus batimentos cardíacos que inconscientemente iria fazê-lo, Mas imediatamente percebi o que estava fazendo, e assim bati na minha mão e disse: "Não faça isso. Não faça isso".
Disse então: "Diabo, não direi nada a respeito de como me sinto. Eu creio que estou curado. Creio que recebi a resposta da minha oração. E se você disser que não estou crendo de verdade, está mentindo. Além disso, você é um mentiroso de qualquer forma, pois Jesus disse que você o é" (Jo 8.44).
Disse: "Quando Jesus Cristo, o Filho de Deus, estava na terra, Ele disse: ... quando você orar por qualquer coisa que desejar, creia que a recebeu, e a terá (Mc 11.24 KJV). Jesus o disse, e assim o é; eu creio, e se eu creio também tenho. Creio nEle agora".
"Se você quer argumentar sobre este assunto, vá falar com Jesus. Não fui eu que o disse, foi Ele". Isto fez o diabo parar sua tentativa de me levar à dúvida e à incredulidade.
Voltei a louvar a Deus, agradecendo-o pela resposta — agradecendo-o pela minha cura.
Quando louvava a Deus por aproximadamente dez minutos, ouvi a voz do meu espírito dizendo: "Agora você crê que foi curado. Mas as pessoas que estão curadas não ficam na cama numa hora como essa do dia. Elas precisam se levantar".
Eu disse: "Sim, Senhor, vou me levantar. Louvado seja Deus, vou me levantar".
Agora sim estava na condição da fé. Cria e "pegava" a Deus pela Sua Palavra. A fé que crê é aquela que tem pela fé o que se pediu a Deus.
Crer é se dar um passo de fé. E para estar na condi­ção da fé, você tem que dar os passos da fé, porque a fé requer uma ação correspondente.
No meu caso, como estava inválido na cama, preci-, sava levantar-me dali. Aquela era a ação corres­pondente que precisava ser tomada para que pudesse realmente estar agindo pela fé.
Não aparentava estar melhor. Não me sentia melhor. Não sentia a parte inferior do meu corpo. Se tivesse andado por sentimentos poderia dizer que não estava curado porque ainda estava parcialmente paralisado.
Mas sabia que estava curado a despeito de qualquer sentimento. Me arrastei para que pudesse me assentar na cama. Então, com as minhas mãos empurrei minhas pernas para fora da cama e girei meu corpo para que pudesse estar assentado na beirada da cama. Meus pés tocaram no chão como dois pedaços de madeira.
Sabia que meus pés estavam no chão. Não podia senti-los, mas podia vê-los. O diabo tentava resistir cada milímetro do campo de batalha. Pensamentos de incre­dulidade começaram a surgir disparadamente na minha mente.
O diabo disse: "Você não pode andar, não pode. Você não está curado. Está mentindo, pois cairá no chão e ficará ali".
O diabo continuou: "Você não sabe que a menos de um mês você caiu da cama e teve qu£ esperar por quarenta e cinco minutos no chão atóque seu irmão mais velho chegasse para colocá-lo novamente na cama? Sua avó é velha e sua mãe está adoentada. Elas não conseguirão colocá-lo de volta na cama".
Somente pesava 41 Kg, embora tivesse praticamente a mesma altura de hoje.
O diabo disse: "Nenhum vizinho homem está em casa, e seu irmão foi para Oklahoma. Você terá que ficar no chão até as cinco horas da tarde, até que seu avô chegue em casa do serviço".
A melhor maneira de colocar o diabo para correr é ignorá-lo completamente. A Bíblia diz: nem deis lugar ao diabo (Ef 4.27). Eu o ignorei e agi como se ele não tivesse dito nada.
Firmei-me na cabeceira da cama. Minhas pernas ain­da não respondiam.
Fazendo o melhor que podia, levantei um pouco uma das mãos e disse: "Obrigado, Senhor, pois estou curado. Quero declarar na presença do Deus Altíssimo, do Se­nhor Jesus Cristo, dos anjos do céu, do diabo e seus demônios, que a Palavra de Deus é verdadeira. Creio que estou curado. Creio nisso!”
Aquele quarto parecia girar. Estivera apoiado sobre minhas costas por muitos meses, e por isso o chão parecia estar onde estava o teto. Tudo parecia girar. Então fechei meus olhos até que tudo parasse de girar.
Quando abri os meus olhos, tudo tinha voltado à normalidade. Disse de novo: "Obrigado, Senhor, porque de acordo com Sua Palavra estou curado. Creio nisso".
Então, pela primeira vez em muitos meses senti algo. Comecei a recuperar as sensações físicas. Parecia como se começasse a recuperar a sensibilidade física a partir do alto da cabeça, e esta parecia descer, como se alguém estivesse derramando óleo ou algo fresco sobre minha cabeça.
Se você derrama óleo sobre a cabeça de alguém, ele desce pelo corpo.
Tive a sensação semelhante ao derramamento de óleo fresco sobre minha cabeça que descia em meu corpo. Passou pela cintura e chegou até a ponta dos pés.
Quando chegou à cintura comecei a recuperar a sensi­bilidade nas pernas, que ia se definindo à medida que aquele "óleo" descia. Cada nervo das minhas pernas foi restaurado; a sensação que tive foi como se dois milhões de "pinos" tivessem sido reconectados nas minhas pernas.
Então passei a sentir-me completamente normal. Mi­nha paralisia tinha ido embora.
Eu disse: "Posso andar agora", e pude. E Tenho andado desde aquela época!
Foi quando aprendi o que significa ter fé e agir à altura de sua própria fé.
Crer que se recebeu antes de ter-se o que se pediu é a maneira pela qual a fé entra em operação, não só para a cura divina, como também para o batismo com o Espírito Santo, ou para qualquer outra área.
É verdade que no batismo com o Espírito, Deus dá ao crente uma evidência do enchimento inicial — que são as línguas sobrenaturais. Contudo, a pessoa deve crer pela fé que recebeu o Espírito Santo antes de ter a evidência do falar em outras línguas.
Assim, o princípio da fé ó o mesmo: creia que você recebeu antes de ter o que pediu (Mc 11.24).

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA

E COMPARTILHA

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...