Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

9 de outubro de 2015

Estudo da Fé - Teologia 19.105 - Passo Número Três - Conhecer a Realidade da Nova Criação

Estudo da Fé - Teologia 19.105

Passo Número Três: Conhecer a Realidade da Nova Criação

O terceiro passo necessário para alcançarmos o tipo mais elevado de fé é conhecer a realidade da nova criação. Precisamos entender que na mente de Deus, fomos recriados em Cristo Jesus.
No momento que aceitamos a Jesus Cristo como nosso Salvador e o confessamos como nosso Senhor, fomos recriados. É neste instante que o aspecto legal da redenção - que ocorreu através da morte, seputtamento e ressurreição de Jesus - se toma uma realidade em sua própria vida.
Através do novo nascimento, recebemos em nosso espírito a própria vida e natureza de Deus.
O novo nascimento não é somente uma experiência. Não é uma religião. O novo nascimento não é sinônimo de afiliar-se a uma igreja. O novo nascimento é a própria recriação de nossos espíritos. Através dele nos torna­mos filhos e filhas do Deus Altíssimo. Ele passa a ser o nosso próprio Pai, e nos tornamos seus próprios filhos.
Por meio do novo nascimento, sabemos que passa­mos do domínio de Satanás - da morte espiritual — para a dimensão da vida, através de Jesus Cristo.
João disse: Nós sabemos que já passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos... (1 Jo 3.14). Sabemos que estamos na família de Deus. Nascemos nesta família. Ninguém pode afiliar-se a essa família; tem que nascer dentro dela.
Quais são as conseqüências de entendermos a reali­dade do novo nascimento e da nova criação? A partir do novo nascimento, Deus se torna nosso próprio Pai, e nos tomamos seus próprios filhos. Temos a mesma liberdade de comunhão com Deus que Jesus tinha du­rante a sua vida terrestre, porque o Pai nos ama assim como amava a Jesus (João 17.23).
Alguém diria: "Não creio que Deus me ama tanto quanto amou a Jesus". Graças a Deus, creio assim. Creio na Palavra e esta verdade me faz vibrar.

COLOSSENSES1.18
18 Ele é o cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princí­pio, o PRIMOGÊNITO DE ENTRE OS MORTOS; para em todas as coisas ter a primazia,

Embora também sejamos nascidos de novo e redimi­dos da morte espiritual, foi Jesus o primeiro a nascer de novo, pois ele é o primogênito dentre os mortos (Ap 1.18). Fomos gerados por Deus, mas Jesus foi o primei­ro a ser gerado por Deus (Hb 1.6; Ap 1.5).
Pedro disse: pois fostes regenerados, não de semen­te corruptível, mas de incorruptível, mediante a Palavra de Deus, a qual vive e é permanente (1 Pe 1.23).
Fomos gerados por Deus. Somos nascidos de Deus. Somos herdeiros de Deus e co-herdeiros com Jesus Cristo (Rm 8.17).
Quando falamos assim, não estamos engrandecendo a nós mesmos; estamos engrandecendo a Deus e àquilo que Ele fez por nós por meio do Senhor Jesus Cristo. Não nos fizemos novas criaturas; foi Deus que nos fez novas criaturas. E Jesus foi feito o Autor e Consumador da nossa fé (Hb 12.2). Glória a Deus, somos nova criação, criados por Deus em Cristo Jesus.

EFÉSIOS 2.10
10 Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus...

Não fomos nós que fizemos a nós mesmos uma nova criação: foi Deus.
E temos que ter muito cuidado para não julgarmos a criação de Deus.
As pessoas pensam que é humildade dizer. Não tenho valor nenhum". Mas Deus não fez uma nova criação sem valor.
Se você diz que não tem valor não está se vendo como Deus o vê e não está vivendo em linha com as epístolas que foram escritas para você como membro do corpo de Cristo.
Muitas pessoas olham para as outras do ponto de vista natural.
Somos preciosos aos olhos de Deus, porque estamos em Cristo!
Você poderia pensar que é humilde dizer que não tem nenhum valor, mas tal declaração na realidade demons­tra ignorância em relação à Palavra, e dá ao diabo condição de dominá-lo.
Em Efésios 2.10 lemos que somos feitura de Deus. Quando desvalorizamos a nós mesmos, na realidade estamos subestimando o que Deus fez por nós através do novo nascimento; estamos subestimando a obra de Deus em nossas vidas.
Somos feitura de Deus, criados em Cristo Jesus.
Pare de olhar para si mesmo do ponto de vista natu­ral. Mantenha o seu olhar em Cristo, e, então, isto será muito melhor.
Deus o vê não como uma pessoa qualquer. Deus o vê em Cristo.
O que derrota as pessoas é que olham para si mes­mas e para os outros do ponto de vista natural. Não temos o direito de agir assim.
Precisamos olhar as coisas pela ótica de Deus.
Certa vez um pastor me falou: "Estou pagando pela vida que levava antes de ser salvo".
Mas, na realidade, quando nascemos de novo já temos a redenção de todas as penalidades do pecado. Se você tivesse que pagar seus erros, então também deveria ir para o inferno! Mas sabemos que isso não é verdade se estamos em Cristo (2 Co 5.17).
Preste muita atenção no que a Palavra tem a dizer sobre sua redenção, pois muitas pessoas são vencidas porque não se firmam nela contra o diabo.
Em outras palavras, não resistem aos ataques do inimigo porque acreditam que deve ser assim: acham que merecem as penalidades da provação ou tentação ou teste que lhes sobreveio.
Devemos entender a diferença entre arrependimento e penitência.
Se você se arrependeu, Deus já o perdoou, e você não precisa de penitência alguma para receber o perdão ou a purificação dos seus pecados.

ISAÍAS 43.25
25 Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas trans­gressões por amor de mim,e dos teus pecados NÃO ME LEMBRO.

Se Deus não mais se lembra dos seus pecados, então por que você deve lembrar-se deles?
Se tivéssemos que continuar colhendo depois que fomos salvos o que semeamos antes da nossa conver­são, então teríamos que ir para o inferno, porque ele é parte da punição também.
Se tivéssemos que colher parte da penalidade, então também teríamos que colher toda a punição.
Fomos redimidos não só do poder do pecado, como também da penalidade do pecado.
Jesus já sofreu a penalidade do pecado em nosso lugar.
Muitas pessoas estão permitindo que o diabo as ata­que e domine por meio de provações porque não estão se firmando e resistindo pela sua condição de autori­dade em Cristo Jesus.
Eles têm sido roubados da libertação e da vitória, porque pensam que deve ser assim.
É evidente que todos nós passamos por provações em nossas vidas, mas isso não significa que as circuns­tâncias irão nos vencer. Se estamos em Cristo, Deus nos prometeu a vitória em todas as circunstâncias (1 Co 14.57).
Ao invés de aceitarem o fato de que já foram redimi­dos das penalidades do pecado, alguns crentes deixam o diabo dominá-los e mantê-los enfermos.
Deus não usa seus pecados contra você se você já pediu perdão. Deus nos perdoa, esquece os nossos pecados e nos purifica de toda a injustiça pelo sangue de Jesus (1 Jo 1.9).

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...