Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

21 de dezembro de 2015

Estudo da Fé - Teologia 19.114 - Elias, um Exemplo de um Homem Justo

Estudo da Fé - Teologia 19.114


Elias, um Exemplo de um Homem Justo

Li nos versículos seguintes que Tiago cita Elias como um exemplo de um homem justo orando.

TIAGO 5.17,18
17 Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos, e orou com instância para que não chovesse sobre a terra, e por três anos e seis meses não choveu.
18 E orou de novo e o céu deu chuva, e a terra fez germinar seus frutos.

Quando lera estes versículos no princípio, eles não me impressionaram, pois não estava familiarizado com a vida de Elias. Mas com o passar do tempo, depois que lera um pouco sobre a vida de Elias, disse: "Há algo errado, porque se estou bem certo, Tiago disse que Elias é um exemplo de alguém justo orando. E certamente Elias não é meu modelo para um homem justo. Ele teve bons momentos, assim como nós também os temos. Mas ele teve seus maus momentos também".
Por exemplo, embora a mão do Senhor estivesse sobre Elias certa vez, capadtando-o a ultrapassar a carruagem do rei (1 Rs 18.44-46), mais tarde, quando descobriu que Jezabel queria matá-lo, ele fugiu com medo. Finalmente, Elias se cansou e se assentou debai­xo de um zimbro e pediu para si a morte. Pensei: Elias é tão imaturo quanto sou!
Elias não queria realmente morrer. Ele simplesmente falava com Deus numa condição de desespero. Além disso, se quisesse realmente morrer, porque não ficou onde estava? Jezabel ficaria bastante satisfeita em aco­lhê-lo!
Não, Elias não queria morrer mais do que você, se você viesse a dizer, numa condição desesperadora, que queria estar morto. Aquela sua inconsistência no falar não me deixava achar que Elias fosse um homem justo. Muitas vezes temos nossas próprias idéias, ao invés de procurarmos saber o que a Palavra de Deus diz.
Elias não só falou de maneira inconsistente como também precisou ser corrigido espiritualmente, pois dis­se: "Senhor, sou o único que estou vivendo retamente" (1 Rs 19.20). Ele não usou exatamente estas palavras, mas quando olhamos o contexto, vemos que é isso que queria dizer.
Hoje em dia, também ouvimos muitas pessoas fala­rem desse modo: "Praticamente todos se desviaram, exceto eu. Somente eu e meu grupo estamos certos em Deus, os demais não".
Bem, Deus teve que corrigir Elias. Deus disse: "Não Elias, você está totalmente errado. Conservei em Israel 7000 homens que não dobraram seus joelhos diante de Baal".
Em outras palavras, Deus estava dizendo: "Elias, você não é a única ervilha do pote; você não é a única pedrinha da praia".
Elias ficara tão desanimado que o que dissera ao Senhor nada mais era do que palavras de desespero oriundas de um espírito desanimado. E um homem que agira assim não era justo no meu conceito. E pensei: Como Tiago pode dizer que Elias foi um exemplo de homem Justo orando? Na minha opinião, ele não é mais justo do que eu sou.
Então lembrei que Tiago dissera que Elias era um homem, ou um mero ser humano, assim como nós. Tiago 5.17 diz: Elias era um homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos..., e mesmo assim Deus chamou Elias de justo. Quando estudamos a vida de Elias percebemos que ele não somente era um homem sujeito aos mesmos sentimentos que nós, como também o observamos ceder a estes sentimen­tos. Mesmo assim a Bíblia diz que ele era justo.
Perguntei a mim mesmo como seria possível Deus chamá-lo de justo. E a luz começou a surgir.
Li o Salmo 32.1 e 2, que diz: Bem-aventurado aquele cuja INIQÜIDADE é perdoada, cujo pecado é coberto.
Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atríbui INIQÜIDADE...
No Antigo Testamento o pecado das pessoas era coberto por meio do sangue de animais inocentes. Este é o motivo pelo qual a Bíblia diz; Bem-aventuradoaquele cuja INIQÜIDADE é perdoada... (SI 32.1).
Deus não imputava INIQÜIDADE ao seu povo no Antigo Testamento mesmo se eles estivessem errados. Ele cobria e perdoava seus pecados e lhes imputava a justiça.
Aos olhos de Deus eles eram justos. Ele os conside­rava justos, pois seus pecados tinham sido expiados ou cobertos. Talvez os homens olhassem para eles e dis­sessem que não eram justos, mas Deus dissera que eram. Este é o motivo pelo qual era possível a Deus dizer:... quando eu vir o sangue, passarei por vós... (Êx 12.13).

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...