Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

31 de janeiro de 2016

Estudo da Fé - Teologia 19.125 - O Espírito Santo, Nosso Intercessor Guia

Estudo da Fé - Teologia 19.125


O Espírito Santo, Nosso Intercessor Guia

Além de habitar nos crentes, o Espírito Santo desem­penha dois outros importantes papéis: Ele é o nosso Intercessor e o nosso Guia (Jo 16.13 ; Rm 8.26).
Além disso, o crente que foi cheio do Espírito Santo tem o benefício adicional de ser capaz de orar a perfeita vontade de Deus em qualquer situação através da ora­ção em outras línguas (Rm 8.26,27;1 Co 14.2).
Por exemplo, muitas vezes no passado tive que dizer ao Senhor a respeito de meus filhos: "Bem, não sei o que devo orar".
Então me lembrava que o Espírito Santo está em mim para me ajudar. Paulo disse: Porque, se eu orarem outra língua, o meu espírito [por meio do Espírito Santo que está em mim] ora de fato... (1 Co 14.14). Assim dizia ao Espírito Santo que dependia de sua ajuda. E imedia­tamente levantava minha voz (eu é que devo fazê-lo) e começava a orar em línguas.
Muitas vezes quando orei assim, o Espírito Santo me deu sabedoria e me mostrou o que aconteceria em relação a certas situações (Jo 16.13), e a resposta sempre vinha exatamente como Deus dissera.
Não é necessário distinguir a resposta quando ora­mos em línguas, pois a Bíblia diz que quando oramos em línguas nossa mente fica infrutífera (1 Co 14.4). E a Bíblia também diz que devemos crer que recebemos a resposta quando oramos (Mc 11.24). Mas algumas ve­zes Deus nos deixará saber exatamente que tipo de resposta virá. De fato, Paulo diz em 1 Co 14.13: Pelo que, o que fala em outra língua, ore para que a possa interpretar.
Paulo não se referia ao fato de que você deve neces­sariamente ser um intérprete na igreja. Ele se referia a sua vida pessoal de oração, de modo que, às vezes, quando o Espírito Santo assim o desejar, você poderá interpretar o que orou em línguas.
Quando interpretarmos aquilo que falamos em lín­guas, saberemos em nossa própria língua aquilo que oramos. Este dom pertence a todo crente cheio do Espírito Santo, pois Paulo afirmou claramente: Pelo que, o que fala em outra língua, ore para que a possa inter­pretar (1 Co 14.13).
Esta é uma instrução assim como outra qualquer da Bíblia. Este versículo pertence a você. O Espírito Santo quer mostrar-lhe aquilo que você orou em línguas, quan­do for importante e necessário que você tenha tal conhecimento. E também, mesmo que você não receba a interpretação, você pode descansar, sabendo que o que orou está de acordo com a perfeita vontade de Deus.

1CORÍNTIOS 14.13-15
13Pelo que, o que fala em outra língua, ore para que a possa interpretar.
14Porque, se eu orarem outra língua, o meu espírito ora de fato, mas a minha mente fica infrutífera.
15Que farei, pois? Orarei com o Espírito, mas tam­bém orarei com a mente; cantarei com o Espírito, mas também cantarei com a mente.

O que estes versículos estão dizendo? Estão dizendo que quando oramos em línguas, o nosso espírito, por meio do Espírito Santo, ora. Quando oramos no Espírito, nossa mente fica infrutífera. Precisamos orar para que também as possamos interpretar, para que nossa mente possa se tomar frutífera; e assim possamos entender o que oramos.
Antes de interpretar publicannente uma mensagem dada em línguas, já tinha a interpretação do que orava em línguas em minha vida particular de oração.
A maneira pela qual aprendi quase todas as coisas de Deus foi através do orar em línguas e a seguir orar a interpretação em inglês.
Às vezes, ao orar em línguas, o Senhor me guiava a certos trechos das Escrituras. O Espírito Santo é o nosso Mestre (Jo 14.26 Amp.). Ele me conduzia através de muitos capítulos da Bíblia, enquanto orava em línguas e recebia a interpretação daquilo que o Espírito Santo estava me ensinando. Comecei a ver coisas na Palavra as quais nunca vira antes.
Orar no Espírito dessa forma e interpretar o que se ora não pertence somente a mim. Pertence a todo crente cheio do Espírito. Devido à oração em línguas e pelo fato de estar ciente da presença do Espírito Santo em mim, nada acontecia em minha família sem que não viesse a saber de antemão, às vezes até com dois anos de antecedência.
Nove a cada dez vezes, esta é a maneira como tal conhecimento chega a mim - por intermédio de orar em línguas e interpretar o que oro. Ele não chega por meio de qualquer dom espiritual nem pelos dons do Espírito Santo que poderiam operar quando passo a ocupar o cargo de profeta. Vem simplesmente pela oração em línguas e interpretação daquilo que oro.


Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...