Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

27 de abril de 2016

Estudo da Fé - Teologia 19.167 - Aprendendo a se Aproximar de Deus em Seus Termos - De Acordo Com Sua Palavra

Estudo da Fé - Teologia 19.167

Aprendendo a Se Aproximar de Deus em Seus Termos: De Acordo Com Sua Palavra

Há muitos anos atrás, no leito de enfermidade, antes que pudesse enxergar essas verdades da Palavra, não sabia que podia ser curado.
Por um certo período de tempo entrei numa condição mental onde passei a culpar a Deus pelo meu estado físico.
Disse ao Senhor: "Senhor, sei que Tu tens sido mais bondoso para os outros do que para mim. Por exemplo, aquele rapaz chamado Owen que começou o primeiro grau junto comigo (ele morava num cômodo da minha casa) nunca ficou doente, enquanto tenho estado doen­te por todo este tempo, embora, mesmo na época de pecador, nunca tenha sido como ele".
"Nunca fui capaz de correr e brincar como os outros meninos. E desde os quinze anos de idade tenho estado completamente confinado à cama".
"Sei exatamente onde Owen está agora. Está no centro da cidade, em frente àquela farmácia, prova­velmente com os bolsos cheios de dinheiro. Tem boas roupas e goza de boa saúde".
Continuei: "Senhor, não tenho dinheiro nem boa saú­de. Owen provavelmente ganhou dinheiro apostando, jogando e depenando as pessoas. Estou aqui cami­nhando para a morte, e não tenho nada, enquanto ele vai viver, e tem tudo. E nunca fui como ele é hoje! Isto não é certo!"
Minha avó tentava melhorar as coisas tendo pena dü mim. Não era a maneira certa de agir, pois só piorava a situação. Sentia cada vez mais pena de mim mesmo. Chorava cada vez mais. Culpava cada vez mais a Deus.
Então dizia: "Senhor, aqui perto mora outro rapaz. Ele é forte, bonito e saudável. Do tipo que consegue tirar as namoradas dos outros".
"E aqui estou eu, completamente inválido, com o coração batendo irregularmente. Aquele rapaz até mes­mo tem um automóvel! E ele tem este automóvel porque é um assaltante - nem mesmo trabalha. As autoridades ainda não o pegaram. Nunca fui como ele, Senhor, e no entanto estou nesta condição e tenho que morrer".
Cada vez mais sentia pena de mim mesmo e chorava mais. E cheguei a uma condição que nem mesmo falava mais com Deus!
Até que num dia, por volta das seis da noite, quando mamãe entrou no quarto eu lhe perguntei se adiantaria alguma coisa querer melhorar. Ela me disse que querer melhorar correspondia a ganhar metade da batalha. Disse-lhe então que já tinha metade dela vencida, pois eu queria melhorar.
Então decidi cuidar da outra parte da batalha, e sabia que era entre mim e Deus. Decidi que seria melhor que me aproximasse dEle de novo. Comecei a orar, mas a conexão não foi completada, porque não estava me aproximando dEle nos termos dEle - através de Sua Palavra.
Então peguei minha Bíblia e comecei a ler o Novo Testamento. Disse-lhe então que colocaria em prática o que lesse e que seria um praticante da Palavra.      
Comecei a ler Mateus. Quando cheguei ao final do capítulo 6 vi que teria que parar de me preocupar.

MATEUS 6.25-34
25 Por isso vos digo: Não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou be­ber; nem pelo vosso corpo quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que as vestes?
26 Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valei vós muito mais do que as aves?
27 Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acres­centar um côvado ao curso da sua vida?
28 E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham nem fiam.
29 Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.
30 Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé?
31 Portanto não vos inquieteis, dizendo: Que come­remos? Que beberemos? ou: Com que nos vestire­mos?
32 Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas;
33 Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acres­centadas.
34 Portanto, não vos inquieteis com o dia de ama­nhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.

Em outra versão de Mateus 6.34 lemos: "Não fique ansioso pelo dia de amanhã". No rodapé da minha Bíblia lê-se: "Não fique ansioso ou preocupado com o dia de amanhã".
O rodapé faz uma referência a Filipenses 4.6, que diz: Não andeis ansiosos por coisa alguma... A versão Am-piificada diz: "Não tenha nenhuma irritação ou ansieda­de a respeito de nada..."
Quando li estes versículos, entendi que Deus estava me falando que não devia me preocupar! Ele estava me dizendo para não ficar ansioso ou irritado. Prometera que praticaria o que lesse, mas lá estava eu morrendo e murmurando e me preocupando até a morte!
Minha avó e minha mãe eram as campeãs em preo­cupação, e inconscientemente ensinaram-me a preocu­pação. Não penso que tenha havido alguém que se preocupava tanto quanto eu, mesmo quando era uma criança.


Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...