Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

31 de maio de 2016

Estudo da Fé - Teologia 19.209 - Praticando a Palavra Pela Ausência de Ansiedade

Estudo da Fé - Teologia 19.209

Praticando a Palavra Pela Ausência de Ansiedade

Filipenses é uma das epístolas neotestamentárias escritas para a igreja.

FILIPENSES 4.6,7
6 NÃO ANDEIS ANSIOSOS DE COISA ALGUMA; em tudo, porém, sejam conhecidas diante de Deus as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças.
7 E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e as vossas mentes em Cristo Jesus.

A versão Amplificada deste versículo fornece uma idéia mais clara a respeito do assunto.

FILIPENSES 4.6,7 (Amplificada)
6 NÃO TENHA NENHUMA IRRITAÇÃO OU ANSIEDA­DE A RESPEITO DE NADA, mas, em todas as cir­cunstâncias e situações, continue a fazer conhecido diante de Deus aquilo que você quer, pela oração e petição [pedidos definidos], com ações de graças.
7 E a PAZ DE DEUS [aquele estado tranqüilo de uma alma convicta de sua salvação em Jesus Cristo, que nada teme, a paz de Deus], QUE TRANSCENDE TODO O ENTENDIMENTO, protegerá e montará guarda em seus corações e mentes em Cristo Jesus.

Normalmente, somente praticamos parte deste versí­culo. Não achamos ruim praticar a parte do versículo que fala para orar, mas se quisermos praticar só esta parte e não todo o versículo, então não estamos sendo praticantes da Palavra.
Em primeiro lugar Deus fala para não nos irritarmos. Se estamos irritados e aflitos, nossa oração não surtirá nenhum efeito. Falamos e ensinamos sobre oração, mas por que não contamos toda a estória? Por que só ensinamos parte dela? A oração na condição de ansie­dade e aflição não irá funcionar
Certa vez li um ditado num jornal que dizia: "Uma oração com temores NÃO irá funcionar*. O homem que escreveu assim disse que tal ditado fora decorrente de uma experiência que um casal e seu filho passaram enquanto colhiam algodão.
Aquele rapaz já tinha quase trinta anos, mas ainda vivia com seus pais, pois sofria algum atraso mental. Enquanto colhiam algodão, formou-se uma tempestade e começou a trovejar.
O rapaz e sua mãe queriam voltar para casa, mas o pai pediu para que primeiro terminassem de colher o algodão daquela fila.
Mas antes que pudessem terminar, as coisas piora­ram, e assim tiveram que voltar correndo para casa.
Quando viram que não chegariam em casa a tempo, o casal dobrou os seus joelhos e começou a orar. O rapaz, que não tinha se ajoelhado para orar, voltou-se para eles e disse: "Vamos embora, mamãe e papai. Uma oração com medo e ansiedade não surte efeito".
Há muita verdade nesta afirmação. É o que o Espírito de Deus diz através de Paulo: "Não andeis ansiosos de coisa alguma".
Há alguns anos atrás um ministro do evangelho veio me procurar. Havia muitas provações e tormentos na ,vida dele. Seu estômago estava embrulhado, de modo que não estava conseguindo absorver o que comia. Seu sistema nervoso também fora abalado, por causa da ansiedade e da irritação, ao ponto de não conseguir dormir. E então ele veio verse podia ajudá-lo, e, graças a Deus, eu pude.
No início ele se rebelou contra meu conselho, que era de fato o conselho de Deus, pois lhe entreguei o conse­lho da Palavra. Comecei a dizer-lhe o que a Palavra diz e também como orar a respeito desta situação. Pedi-lhe para ler Filipenses 4.6.
Ele leu e disse: "Oh, sim, irmão Hagin, mas nem todos têm a sua fé".
Respondi: "Talvez não, mas têm a mesma Bíblia. E todos podem desenvolver sua fé".
Disse-lhe que não era uma questão de se ter muita fé ou não. Era uma questão de exercitar a fé que se tem.
O ministro me disse que parecia como eu não tivesse nenhuma ansiedade no mundo. Respondi-lhe que não tinha, e que era assim porque estava praticando a Pala­vra; disse-lhe que era um praticante da Palavra.
Continuei enfatizando o fato de que mesmo que as pessoas não tenham desenvolvido plenamente sua fé para o nível que poderiam, têm a mesma Bíblia, e tratava-se de uma questão de praticar a Palavra de Deus.
Disse-lhe que enquanto ele estivesse ansioso e irrita­do, não conseguiria comer ou dormir.
Disse-lhe que quando estou a sós com Deus, leio este versículo em voz alta, e digo ao Senhor que sua Palavra é verdadeira e que creio nela.
Expliquei-lhe que ele seria tentado a dizer que não conseguia parar de preocupar-se e irritar-se, mas que Deus não pediu para que fizéssemos algo que fôssemos incapazes de fazer.
Quando Deus diz para não ficarmos ansiosos, isto significa que podemos ficar livres da ansiedade. Deus é justo, de modo que Ele não pediria para que fizéssemos algo que não pudésserros.
No início, fazia minhas petições conhecidas diante de Deus, mas era difícil para mim crer que seria capaz de não ter ansiedade. Mas Deus disse que não tenho com o que me preocupar e ficar ansioso. Assim, fui para a Bíblia e concordei com o que ela dizia, recusando-me a ficar preocupado ou ansioso. Disse tudo isso àquele ministro.
Digo ao Senhor que levo a Ele minhas petições, e então Lhe agradeço pela resposta. Isso aquieta o meu espírito e me ajuda a resistir à tentação de ter um espírito ansioso, que o diabo quer que tenha.
Em seguida, coloco-me de pé e vou tratando dos meus afazeres, mas, antes que possa imaginar, o diabo já volta a me atacar tentando colocar ansiedade em minha mente. Então, simplesmente leio este versículo de novo, e continuo a reivindicá-lo.
Expliquei àquele ministro a respeito de se resistir ao diabo pela Palavra. Ele me contou posteriormente que, quando começou a colocar este princípio em prática, o problema foi solucionado e que nem sequer tomara o vulto que ele previa.
Ele estava sendo acusado em juízo numa questão, mas não havia nada sério. Deus o ajudou a se sair bem em tudo.
Podemos ficar tão ansiosos a respeito de um assunto que perdemos o apetite e o sono. Mas tudo que temos que fazer é praticar a Palavra e assim venceremos toda ansiedade e temor.

FILIPENSES 4.6-8
6 NÃO ANDEIS ANSIOSOS DE COISA ALGUMA; em tudo, porém, sejam conhecidas diante de Deus as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças.
7 E a PAZ DE DEUS, que excede todo o entendimen­to, guardará os vossos corações e as vossas men­tes em Cristo Jesus.
8 Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, SEJA ISSO O QUE OCUPE O VOSSO PENSAMENTO.

Muitas pessoas querem a promessa do versículo 7 — a paz de Deus — mas não querem praticar o versículo 6. Não querem deixar suas ansiedades e irritaçõeé. Não querem lançar suas ansiedades sobre o Senhor.
Mas para que possamos receber as promessas do versículo 7 — a paz de Deus — temos que colocar o versículo 6 em prática - não andarmos ansiosos.
Se praticarmos o versículo 6, então, conforme diz a Bíblia Amplificada, a paz de Deus protegerá e montará guarda em nossos corações e mentes.
O treinamento de nossos espíritos vem pela prática da Palavra. Podemos colher os resultados e ter paz sem sermos praticantes da Palavra? Obviamente, a resposta é não. Isto é impossível.
As pessoas que estão continuamente ansiosas e irri­tadas pensam somente nas coisas erradas. Conti­nuamente falam de dúvida e incredulidade.
Não seremos capazes de educar e treinar nossos espíritos se falarmos e pensarmos com dúvida e incre­dulidade.


Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...