Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

21 de janeiro de 2017

Geografia Bíblica - Teologia 25.114 - Desertos da Terra Santa

 Geografia Bíblica - Teologia 25.114


Desertos da Terra Santa

Sumário: Introdução. 
I - Deserto do Sinai. 
II - De­serto da Judéia. 
III - Desertos de Jerico, Bete-Âven e Gabaom. 
IV - Israel vence os desertos.

INTRODUÇÃO
Nas Sagradas Escrituras, de acordo com o Novo Di­cionário da Bíblia, os vocábulos traduzidos como "deser­to" incluem não somente os desertos estéreis de dunas, de areia ou de rocha, que surgem e dão cor à imaginação po­pular, mas igualmente designam terras plainas de estepes e terras de pastagem, apropriada á criação de gado.
O vocábulo "deserto" pode ser encontrado 36 vezes como adjetivo e 284 como substantivo, no Antigo Testa­mento. -Já no Novo Testamento, a mesma palavra aparece 12 vezes como adjetivo e 36 como substantivo.
A palavra hebraica mais traduzida como deserto é "midbar". Ela tem vários significados: região plana e apropriada à criação de gado; área meio fértil e meio árida: e deserto propriamente dito. Eis mais alguns termos hebraicos traduzidos como deserto: "yesimon" - território desértico; "orbáh" - aridez, desolação, ruína (castigo divi­no); "tohu" - vazio; "siyyah" - terra árida.
Atualmente, contudo, o termo deserto designa, segun­do a Enciclopédia Mirador, regiões de escassas precipita­ções e nas quais a cobertura vegetal é praticamente nula ou, então, está reduzida a algumas plantas isoladas. En­contramos mais estas informações na Mirador: "A insufi­ciência das precipitações, quer sob o aspecto quantitativo, quer do ponto de vista de sua distribuição no decorrer do ano, é a característica mais importante das regiões secas. É difícil encontrar um limite numérico para especificar as regiões secas,* por causa da complexidade dos fatores atuantes. Tentou-se delimitar o Saara pelo isoketa de 10 mm e as regiões áridas pela de 250 mm. Mas tais cifras não possuem valor geral, porque a aridez e, principalmente, a semi-aridez se manifestam em regiões com 50 mm ou mais de precipitações, como o Nordeste brasileiro, que recebe, por vezes, quantidades superiores a 750 mm. Há uma gra­duação de aridez, que se estende desde os desertos quase absolutos, denominados de 'tonezrouft' no Saara, até os desertos relativos, localizados nas áreas limítrofes com as regiões úmidas. Além da deficiência das precipitações, é preciso lembrar a sua irregularidade, que se torna maior à medida que a região é mais árida. A presença de camadas de ar geralmente muito seco e sem nuvens, e o solo desnu­do, cujo aquecimento aumenta a radiação (e, em conse­qüência, provoca intensa evaporação), são as causas prin­cipais do déficit que caracteriza a aridez."
Os principais desertos citados nas Sagradas Escritu­ras localizam-se no Sul e no Oriente de Israel. Agrupam-se os primeiros na Península do Sinai. Os outros, encontram-se nas outras regiões do país. Veremos, pois, como o povo de Deus conviveu com essas inóspitas áreas.

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA



Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...