Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

28 de junho de 2018

História Do Cristianismo - Teologia 32.133 - A SEGUNDA EXPEDIÇÃO


História Do Cristianismo - Teologia 32.133

A SEGUNDA EXPEDIÇÃO

No ano seguinte organizou-se outro exército, e puse­ram-se em marcha outra vez 60.000 cruzados, de todas as classes e condições, acompanhados de muitas mulheres, criados e trabalhadores de toda a espécie. Este imenso exército dividiu-se em quatro campos com o fim de facili­tar o arranjo de mantimentos, e seguiram para Constantinopla por caminhos diferentes. Reuniram-se ali e prosse­guiram juntos o seu caminho, morrendo milhares deles na jornada em conseqüência do grande calor e da falta de água.
A perda de todos os cavalos e as invejas e questões fre­qüentes entre os soldados, foram outras dificuldades que se levantaram, mas, apesar de todos estes obstáculos, o exército foi seguindo seu caminho e avançando pouco a pouco para Antioquia. Tiveram lugar algumas escaramu­ças antes de ali chegarem, tornando-se mais notáveis a ba­talha de Dorylinum em que os cruzados saíram vencedo­res, e o cerco de Edessa, de que resultou a tomada dessa ci­dade, depois de pouca resistência da parte dos maometanos. Antioquia, contudo, não se rendeu tão facilmente. A fertilidade da região verdejante ao redor da cidade foi tão Perigosa para a causa da cruzada como o tinham sido as planícies ardentes e estéreis da Frígia alguns meses antes, e os sitiantes logo que se viram nas margens férteis do Orontes, e entre os bosques do Defene entregaram-se aos mais loucos excessos. A aproximação do inverno veio en­contrá-los desprevenidos; tinham o acampamento alaga­do, as tendas estavam estragadas pelo vento, e os horrores da fome tornavam-se novamente inevitáveis, chegando os soldados a devorar os cadáveres dos seus inimigos para se alimentarem, até que a traição de um dos sitiados lhes deu a imediata e inesperada posse da cidade. Na escuridão da noite e na ocasião em que se desencadeava uma tempesta­de medonha, os cruzados escalaram os muros ao som do seu excitante grito de guerra: "Deus assim o quer!" E en­traram na cidade.

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.



Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...