Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

23 de maio de 2018

História De Israel – Teologia 31.176 (Livro 14 Cap 3) ARISTÓBULO É OBRIGADO A SE RETIRAR PARA A FORTALEZA DE JERUSALÉM. O REI ARETAS AÍ VEM CERCÁ-LO. IMPIEDADE DE ALGUNS JUDEUS, QUE APEDREJAM ONIAS, UM HOMEM JUSTO, E CASTIGO QUE RECEBEM POR ESSE CRIME.

História De Israel – Teologia 31.176

 
CAPÍTULO 3

ARISTÓBULO É OBRIGADO A SE RETIRAR PARA A FORTALEZA DE JERUSALÉM. O REI
ARETAS AÍ VEM CERCÁ-LO. IMPIEDADE DE ALGUNS JUDEUS, QUE APEDREJAM
ONIAS, UM HOMEM JUSTO, E CASTIGO QUE RECEBEM POR ESSE CRIME.

572. O rei Aretas, levado pelas promessas de Hircano, atacou Aristóbulo com um exército de cinqüenta mil homens, deu-lhe combate e o venceu. Vários judeus passaram imediatamente para o lado de Hircano. Aristóbulo, vendo-se abandonado desse modo, fugiu para o Templo, em Jerusalém. Aretas foi sitiá-lo com todo o seu exército, fortalecido ainda pelo povo, que havia abraçado o partido de Hircano. Somente os sacerdotes ficaram fiéis a Aristóbulo. A festa dos Pães Asmos, a que chamamos Páscoa, estava próxima, e os mais ilustres dos judeus deixaram o país a fim de fugir para o Egito.
Onias era um homem justo e querido de Deus, o qual havia obtido chuva durante uma grande carestia. Vendo aquela guerra civil, ele foi se esconder. Mas foi achado, e levaram-no ao campo. Os judeus rogaram-lhe que, tendo ele outrora debelado a carestia com as suas orações, fizesse agora imprecações contra Aristóbulo e os de seu partido. Por muito tempo ele resistiu, mas por fim o povo o obrigou a orar. Ele dirigiu-se a Deus e assim falou, na presença de todos: "Grande Deus, que sois o soberano Monarca do universo, sendo que todos os que estão aqui são o vosso povo, e os que estão sitiados, os vossos sacerdotes, rogo-vos que não escuteis as orações nem de uns nem de outros". Mal havia ele pronunciado tais palavras, alguns judeus celerados e maus cobriram-no de pedradas. Deus, porém, não adiou muito a sua vingança por esse crime.
O dia da Páscoa chegou. Nesse dia, costumamos oferecer um grande número de sacrifícios. Aristóbulo e os sacerdotes que estavam com ele não tinham vítimas e rogaram então aos judeus que estavam com os sitiantes que as fornecessem, pois estavam dispostos a pagar quanto eles exigissem. Eles pediram mil dracmas por cada animal e as exigiram adiantadas. Aristobuio e os sacerdotes aceitaram e desceram com uma corda pela muralha a importância exigida. Mas esses perversos, depois de receber o dinheiro, não entregaram as vítimas e, não se contentando em faltar à palavra aos homens, tentaram pela sua impiedade arrebatar ao próprio Deus as honras que lhe são devidas. Os sacerdotes, vendo-se assim enganados, rogaram a Deus que castigasse todos aqueles pérfido judeus, e a sua oração foi ouvida naquele mesmo instante. Ele enviou por toda aquela região um vento impetuoso que destruiu todos os frutos da terra, de modo que uma medida de trigo veio a custar onze dracmas.


Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.


Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario