Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

10 de junho de 2018

História De Israel – Teologia 31.211 (Livro 15 Cap 10) HERODES FALA COM TODA GENEROSIDADE A AUGUSTO E CONQUISTA A SUA AMIZADE. ACOMPANHA-O AO EGITO E O RECEBE EM PTOLEMAIDA COM TÃO EXTRAORDINÁRIA MAGNIFICÊNCIA QUE GRANJEIA A ESTIMA DE TODOS OS ROMANOS.

História De Israel – Teologia 31.211

 
CAPÍTULO 10

HERODES FALA COM TODA GENEROSIDADE A AUGUSTO E CONQUISTA A SUA AMIZADE. ACOMPANHA-O AO EGITO E O RECEBE EM PTOLEMAIDA COM TÃO EXTRAORDINÁRIA MAGNIFICÊNCIA QUE GRANJEIA A ESTIMA DE TODOS OS ROMANOS.

649. Depois que Herodes providenciou tudo, embarcou para Rodes, onde foi procurar Augusto. Compareceu à sua presença com todos os ornamentos da dignidade real, exceto a coroa, e jamais demonstrou maior coragem na maneira de falar. Pois, em vez de usar de rogos e amáveis desculpas, para induzir o rei a perdoá-lo, como se faz ordinariamente em tão grande golpe da fortuna, prestou-lhe contas de seu proceder sem demonstrar o mínimo temor. Confessou que nada podia acrescentar ao afeto que nutrira por Antônio; que contribuíra com todas as suas posses para conservar o império do mundo em seu poder; que se não estivesse ocupado com os árabes, teria unido as suas armas às dele; que esse motivo o impedira, mas ainda assim lhe enviara trigo e dinheiro; que desejaria ter feito muito mais, empregando não somente os seus bens, mas a sua vida por um amigo e benfeitor, como sempre fora Antônio para ele; que, pelo menos, não poderiam acusá-lo de ter abandonado Antônio na batalha de Accio, nem de que a mudança de sorte o tivesse feito mudar de idéia, para abraçar outros interesses e abrir caminho a novas esperanças.
Ele acrescentou: "Quando me vi sem condições de ajudá-lo com as minhas tropas e com a minha pessoa, dei-lhe um conselho que teria impedido a sua ruína se ele o tivesse seguido: matar Cleópatra, apoderar-se do seu reino e poder assim fazer convosco uma paz muito vantajosa. Ele desprezou esse conselho e contribuiu assim para o aumento de vossa fortuna, em vez de conservar a dele. O vosso ódio por ele vos faz condenar o meu afeto. Eu, porém, não deixarei de confessá-lo e nada me impedirá de proclamar em alta voz quão grande era a minha paixão por seus interesses e por sua pessoa. Mas se quiserdes, sem considerar o que se passou entre mim e ele, experimentar que amigo eu sou e o meu reconhecimento para com os meus benfeitores, podeis fazer a prova: bastará mudarmos os nomes, e haverá sempre a mesma amizade, digna dos mesmos louvores".
Herodes, ao pronunciar essas palavras, manifestara tanta coragem que Augusto, extremamente generoso, ficou muito impressionado, pois aquele rei dos judeus não somente evitou o perigo que o ameaçava como também conquistou o seu afeto com aquela maneira tão nobre de se justificar e defender. Permitiu-lhe então que retomasse a coroa e exortou-o a ser tão amigo seu quanto o fora de Antônio. Tratou-o honrosamente, manifestando também a sua gratidão por ter ele ajudado Lépido parente vários príncipes. Para dar-lhe uma prova de sua amizade, confirmou-o na posse do reino por um decreto do senado. Herodes, cumulado de tantos favores, que sobrepujavam em muito as suas esperanças, acompanhou Augusto ao Egito e deu a ele e aos seus adjuntos magníficos presentes, que iam mesmo além de suas posses. Pediu a Augusto com muita insis-tência graça para Alexandre, que havia sido amigo de Antônio, mas não pôde obtê-la, pois Augusto jurara não concedê-la.
650.  A volta de Herodes à Judéia com um novo acréscimo de honra e de autoridade causou grande admiração a todos os que esperavam o contrário. E eles só podiam considerar tal fato uma prova da proteção de Deus sobre ele, que escapava com rara felicidade de todos os perigos que o ameaçavam e ainda tornava a sua vida mais brilhante e mais ilustre.
651. Quando Augusto passou da Síria ao Egito, Herodes não se contentou em recebê-lo com incrível magnificência em Ptolemaida, mas forneceu a todo o exército víveres em abundância. Essa generosa maneira de agir conquistou-lhe tanta familiaridade perante o imperador que este, quando marchava a cavalo pelo campo, o fazia ficar ao seu lado. Herodes escolheu cento e cinqüenta dentre aqueles em quem mais confiava para servir Augusto e os seus amigos com toda a suntuosidade e gentileza. Se o exército era obrigado a passar por lugares estéreis, onde não havia água, a sua previdência nada lhes deixava faltar, mas fazia com que tivessem até mesmo vinho. Deu ainda a Augusto oitocentos talentos, e os romanos ficaram muito satisfeitos com ele, a ponto de afirmar que a grandeza de sua alma o elevava muito acima de sua coroa.
O fato de ele haver assim tratado, nessa ocasião, os homens mais ilustres do império, quando estes voltavam do Egito, incutiram tão grande estima no espírito de Augusto e dos romanos que eles não se cansavam de louvá-lo e de dizer que nenhum outro príncipe o superava em magnificência e em liberalidade.


Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.


Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario