Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

24 de junho de 2018

História Do Cristianismo - Teologia 32.125 - EFEITOS DA INTERDIÇÃO DE HENRIQUE


História Do Cristianismo - Teologia 32.125

EFEITOS DA INTERDIÇÃO DE HENRIQUE

'Gregório sabia o estado de desordem em que estava o império germânico, e viu que era boa a ocasião para reali­zar os seus intentos. Os receios supersticiosos do povo fo­ram despertados pela interdição do papa e as cópias dessa interdição circulavam por toda a parte. A cobiça dos fidal­gos saxônios excitou-se pelo fato de se poderem livrar da obediência ao imperador, e por isso as ameaças que a inter­dição continha tornaram-se rapidamente efetivas. Uns por medo, outros por sentimentos pessoais contra o imperador, e outros ainda pela esperança de recompensa, foram leva­dos a pegar em armas contra o seu soberano, até que por fim Henrique viu-se completamente abandonado pelos seus próprios súditos. E à proporção que ele ia perdendo terreno, ia aumentando a autoridade do papa. Era uma luta desigual, porque o papa tinha todo o poder do seu la­do, e Henrique estava quase só. Ele era um príncipe de alto critério e o maior monarca da Europa, mas a resistência em circunstâncias tão desiguais era sem esperança. Esma­gado por fim resolveu obedecer às ordens do papa, confes­sar seus pecados, e alcançar que se levantasse a excomu­nhão. Talvez o animasse a dar esse passo uma mensagem que um dos nobres rebeldes recebeu do papa: "Trate Hen­rique com brandura", mandou Gregório dizer, "e mostre-lhe aquela caridade que cobre uma multidão de pecados". Henrique mais tarde teve ocasião de experimentar a cari­dade do papa!

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.




Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario