Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

10 de julho de 2018

História Do Cristianismo - Teologia 32.158 - O COMEÇO DA LUTA


História Do Cristianismo - Teologia 32.158
 
O COMEÇO DA LUTA

Pouco depois dava-se o começo à obra execrável, e os soldados achavam-se empenhados em queimar, roubar e matar em todas as direções, embora o conflito propriamen­te não começasse, senão depois da chegada do exército de­fronte de Beziers. A guarnição estava aqui sob o comando de Raimundo Roger, sobrinho de Raimundo de Tolosa, e esta era uma das cidades mais fortes. O bispo da localida­de, segundo as ordens que tinha recebido de Almarico, exortou o povo a render-se, mas os católicos e os hereges re­cusaram-se a isso, igualmente. Almarico fez uma terrível ameaça a toda a cidade. E o ataque começou. A desigual­dade era esmagadora, e bem depressa as portas tiveram de ceder à força dos assaltantes. Levantou-se porém uma di­ficuldade. Havia católicos dentro das muralhas e como ha­viam de eles ser reconhecidos? Isto para Almarico não era dificuldade alguma. "Matem toda a gente", gritou ele: Matem homens, mulheres e crianças, pois o Senhor co­nhece aqueles que são seus".
- Sim, Almarico, o Senhor ainda te há de mostrar quais são os seus, quando sobre o trono Ele se sentar para te pe­dir contas do sangue inocente que derramaste!
Todos os habitantes da cidade foram massacrados na­quela ocasião; foram mortas de vinte a cem mil pessoas segundo as diferentes opiniões. A mesma destruição foi fei­ta em outras cidades. Mas a retirada, num período poste­rior, de alguns dos principais nobres com os seus partidá­rios, tornou necessário um novo apelo para reunir mais sol­dados, e Dominico e os monges viram-se obrigados em pouco tempo a pregar uma nova cruzada. Quarenta dias de campanha dizem eles, fará expiar o maior crime, e purifi­cará o coração da mais negra mancha. Ser soldado no exér­cito "santo" fazia com que fossem perdoados imensos pe­cados. O apelo ainda desta vez teve bom êxito, e no princí­pio do ano seguinte, De Montfort estava à testa de um novo exército.

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.




Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario