Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

11 de julho de 2018

História Do Cristianismo - Teologia 32.160 - TRIUNFO DE DE MONTFORT


História Do Cristianismo - Teologia 32.160
 
TRIUNFO DE DE MONTFORT

Depois de muitas vicissitudes a cidade de Tolosa, que era a fortaleza mais importante do conde, caiu nas mãos dos cruzados, e os seus habitantes foram tratados com a crueldade habitual pelos "peregrinos". O bispo papista, Fouquet, em cuja consciência já pesava o sangue de dez mil pessoas do seu rebanho, tomou posse do palácio de Raimundo, e obrigou o pobre conde a uma ignóbil obscuridade. Simão De Montfort foi, no entanto, investido pelo rei da França com os condados de Beziers, Carcassone e Tolosa, e viam-no cavalgar diariamente pelas ruas en­quanto o povo aplaudia-o, e o clero gritava exultante, "Bendito é o que vem em nome do Senhor".
Mas Roma, sempre invejosa até dos seus melhores aju­dantes, começou a ver com maus olhos o ambicioso e pode­roso De Montfort. Talvez houvesse razão, para isso, pois Montfort, logo que se viu de posse dos seus novos territó­rios, começou a questionar com o legado do papa. Este, na qualidade de arcebispo de Narbone, pretendia a soberania temporal daquela província, mas De Montfort que tinha tomado o título de duque de Narbone, recusou-se a reco­nhecer tal direito, e, continuando o legado na sua preten­são, estigmatizou De Montfort de herege, e logo se apode­rou da cidade à força. O papa então fez publicar um edito proibindo que se continuasse a pregar cruzadas, e conce­deu licença a Raimundo e seus herdeiros para recuperarem as suas terras e domínios de todos que estivessem de posse deles injustamente.

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.




Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario