Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

2 de outubro de 2018

História Do Cristianismo - Teologia 32.181 - 19 Os reformadores antes da Reforma (1400-1500)

História Do Cristianismo - Teologia 32.181



19 Os reformadores antes da Reforma
(1400-1500)

O EVANGELHO NA BOÊMIA

Enquanto os lollardos eram perseguidos na Inglaterra, dava-se um despertamento religioso noutro ponto da Euro­pa, para o qual chamamos a atenção do leitor. Este desper­tamento teve como chefe o mártir reformador João Huss.
Não resta dúvida de que foram os escritos de Wycliff que acenderam as primeiras centelhas desta revivificação, e as circunstâncias que conduziram a isto, às quais nos po­demos apenas referir em breves palavras, assim descritas: A esposa de Ricardo II de Inglaterra era uma princesa boê­mia, irmã de Wenceslau, rei de Boêmia. Era mulher piedo­sa, e tinha estudado as Escrituras Sagradas, sendo isto mesmo afirmado pelo perseguidor arcebispo Arundel, que disse que "Embora ela fosse estrangeira, estudava cons­tantemente os quatro Evangelhos em inglês, com as expli­cações dos doutores; mostrando-se neste estudo e na leitu­ra dos livros piedosos mais diligente do que os próprios prelados". Pela morte do seu marido, ela voltou para a Boê­mia levando consigo as obras do reformador.
Depois um sábio boêmio de Praga, chamado Jerônimo, visitou a Inglaterra, travando conhecimento com vários lollardos, em cujos ensinos se embebeu. Em seguida voltou para a sua cidade onde ensinou as novas doutrinas com zelo e bom êxito.
Num período ainda posterior (1404), dois ingleses de Cantuária também tinham ido a Praga, e ali manifesta­ram sentimentos anti-papais. Estabeleceram a sua residên­cia nos subúrbios da capital, em casa de um tal Lucas Welensky, e, com seu consentimento, pintaram nas paredes do seu quarto dois quadros, um representando a história da paixão de Cristo, o outro a pompa da corte papal. A sig­nificação da antítese daqueles dois quadros era bastante clara; o povo foi ver aquelas pinturas toscas, e Huss, que era então pregador na capela de Belém, e igualmente deão da faculdade de filosofia, referiu-se a elas nos seus ser­mões.

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.


Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario