Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

9 de outubro de 2018

História Do Cristianismo - Teologia 32.210 - ZWÍNGLIO NOS ESTUDOS

História Do Cristianismo - Teologia 32.210


ZWÍNGLIO NOS ESTUDOS

Se não fosse o fato de o pai de Zwínglio destiná-lo a igreja, podia este ter morrido sem que seu nome jamais chegasse a nós. Mas tudo foi sabiamente ordenado por Deus, que tinha uma obra especial e importante para dar a fazer ao filho do pastor; e a sua mocidade foi regulada em conformidade com isso. Ainda não tinha dez anos de idade quando o mandaram para os estudos, sob a vigilância do seu tio, o deão de Wesen, e ali deu tais provas da sua inteli­gência, que seu parente tomou a responsabilidade da sua educação e mandou-o estudar sucessivamente em Basi­léia, Berne, Viene, e de novo em Basiléia. Quando voltou para esta cidade teve a felicidade de ficar entregue aos cui­dados do célebre Tomás Wittembach, homem que via cla­ramente os erros de Roma, e ao mesmo tempo não era es­tranho à importante doutrina de justificação pela fé. O professor não escondia ao seu discípulo, nem os seus co­nhecimentos, nem as suas opiniões; e foi ali que Zwínglio ouviu pela primeira vez, com um sentimento de admira­ção, que "a morte de Cristo era o único resgate para a sua alma".
Deixando Basiléia após concluir o seu curso de teologia e depois de ter tomado o grau de bacharel em letras, foi es­colhido para pastor da comunidade de Claris, onde ficou dez anos. Durante a sua permanência ali, dedicou-se a um estudo profundo das Escrituras e a examinar com atenção as doutrinas e práticas da igreja primitiva, como estavam descritas nos escritos dos antigos doutores, e isso mais o convenceu do estado de corrupção em que se achava a igre­ja professa; e começou a exprimir as suas opiniões sobre matérias eclesiásticas com uma clareza admirável.
No ano de 1516 estava ele em Einsiedeln, no cantão de Schwyz, tendo recebido um convite do governador do mos­teiro dos Beneditinos para paroquiar a igreja de "Nossa Senhora de Ermitagem", que era então um foco da idola­tria e superstição de Roma. O que Lutero vira em Roma, viu Zwínglio em Einsiedeln; e o seu zelo na obra da Refor­ma foi estimulado pelas deploráveis descobertas que ali fez. Os seus trabalhos na Ermitagem foram abençoados, e o administrador Geroldseok e vários monges foram conver­tidos.
Depois de um ministério fiel de três anos em Einsie­deln, o reitor e os cônegos da igreja catedral de Zurique convidaram-no para ser seu pastor e pregador, sendo este convite aceito. Alguns, suspeitando das doutrinas reforma­das, opunham-se à sua nomeação, mas a sua reputação era tão grande, e os seus modos tão atraentes, que estava a maioria a seu favor, e foi devidamente eleito. Zurique tor­nou-se então a esfera central dos seus trabalhos, e foi ali que travou conhecimento com Oswaldo Myconius, que mais tarde escreveu a sua vida.

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.


Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...