Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

21 de outubro de 2018

História Do Cristianismo - Teologia 32.237 - MORTE DE LUTERO

História Do Cristianismo - Teologia 32.237



MORTE DE LUTERO

Uma disputa se tinha levantado entre os condes de Mansfield, e pediram-lhe o seu arbítrio. Isso fê-lo compa­recer à sua terra natal. "Nasci e fui batizado em Eisleben", disse Lutero a um amigo que o acompanhava, "seria curioso se eu ficasse e morresse aqui". E assim aconteceu. Pela tarde queixou-se de uma opressão e dor no peito, e, embora se sentisse aliviado com umas fomentações quen­tes, a opressão voltou mais tarde. Às nove horas encostou-se e dormiu até as dez. Ao acordar foi para o seu quarto, e, depois de dar as boas-noites aos que o rodeavam, acrescen­tou: "Orem pela causa de Deus". As dores continuavam a aumentar e, entre uma e duas horas da madrugada, levan­tou-se e foi para o seu escritório sem ajuda de ninguém. Ele sabia que o seu fim estava próximo, e repetiu amiúde estas palavras: "Oh! meu Deus! Nas tuas mãos ponho o meu espírito!" Entretanto muitos tinham tido conhecimento do seu estado, e em breve se viu rodeado de seus três filhos, vários amigos, o conde e a condessa Albert, e dois médicos. Então começou a transpirar, o que lhes deu algumas espe­ranças, mas ele disse: "É um suor frio, o precursor da mor­te; em breve darei o último suspiro". Então pôs-se a orar, e concluindo repetiu três vezes: "Nas tuas mãos entrego o meu espírito: Tu me remiste, ó Senhor Deus da verdade!" Em seguida Jonas perguntou-lhe: "Querido pai, confessas que Jesus Cristo é o Filho de Deus, e nosso Salvador e Re­dentor?" Lutero respondeu audível e claramente: "Confes­so". Foi esta a sua última palavra, e assim, de madrugada, rendeu o espírito a Deus.
O seu corpo foi removido para Wittenberg no dia 22 de Fevereiro, e Pomerano falou à imensa multidão que, no dia seguinte, se reuniu para presenciar o seu funeral. Melanchton em seguida fez uma oração fúnebre. Mas, para honra dos dois oradores, notou-se que os seus sentimentos eram mais notáveis do que a sua oratória, e as suas piedo­sas tentativas para consolar a tristeza dos outros não eram mais do que uma demonstração do seu próprio pesar.



Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.


Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario