Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

11 de agosto de 2019

Homilética - Teologia 33.25 Recomendações práticas:

Homilética - Teologia 33.25


Recomendações práticas:

1. Exige-se transparência entre o ensino bíblico e a situação local e o momento histórico e cultural. Exemplos: a questão dos cabelos, do ósculo santo, do falar da mulher na igreja, do vinho, do véu.
2. Distingue-se claramente entre normas para situações locais e verdades transculturais permanentes. Exemplos: Rm 13.1-7; Ef 4.28.
3. Analisam-se detalhadamente os conceitos ou tópicos teológicos. Exemplos: propiciação, remissão, santificação, sumo sacerdote, pastor, bispo, presbítero.
Por fim, os textos proféticos do Novo Testamento encontram-se principalmente no livro de Apocalipse, do apóstolo João, além de capítulos que contêm alusões proféticas, tais como: Mt 24-25; Mc 13; Lc 21; Rm 11; 1 Co 15; 1 Ts 4-5; 2 Ts 2; 2 Pe 2-3.
Na exposição desses textos, seguimos as seguintes recomendações:
1. Observamos, em primeiro lugar, as dez regras metodológicas.
2. Fazemos uma pesquisa observando os aspectos históricos, culturais e eclesiásticos do texto, para melhor compreendermos os termos, as idéias expostas e os pensamentos do autor.
3. Entendemos que não é possível compreender todos os pormenores e implicações do texto.
4. Relacionamos as profecias neotestamentárias com a pessoa e a obra de Jesus Cristo, com Sua amada Igreja, com o futuro do povo escolhido, Israel, e das nações, ou seja, com a história da salvação.
5. Buscamos também as passagens bíblicas correlatas, tanto dentro do Novo como no Antigo Testamento.
6. Observamos e analisamos bem as ilustrações, metáforas, visões, expressões e atitudes simbólicas, indagando em quais partes das Escrituras encontram-se as mesmas idéias e tópicos.
7. Diferenciamos com clareza a parte histórica da profética, além dos comentários do autor.
8. Favorecemos a interpretação literal, a não ser que o contexto ou outra parte das Escrituras permitam a interpretação simbólica.
9. Entendemos, com base na perspectiva profética, que há profecias com cumprimento parcial e final.
10. Oramos bastante e conscientizamo-nos de que, na exegese de textos proféticos do NT, dependemos de maneira especial e mais acentuada da direção do Espírito Santo.
11. Consultamos vários comentários, mesmo de opiniões opostas à nossa convicção, para não exagerarmos na exposição.
12. Enfatizamos a interpretação da mensagem apocalíptica Cristo e Sua obra salvadora e não um calendário pormenorizado para campeões de curiosidade escatológica.

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.


Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario