Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

12 de agosto de 2019

Homilética - Teologia 33.31 Perguntas didáticas sobre a homilética material

Homilética - Teologia 33.31


Perguntas didáticas sobre a homilética material

1. Qual a tarefa da homilética material?
2. Explique detalhadamente por que a Palavra de Deus é o material básico do sermão.
3. Por que nem todas as passagens bíblicas são igualmente recomendáveis para a escolha de uma mensagem específica?
4. Cite três textos de sermão que você pode usar para um funeral.
5. Indique quatro passagens do Antigo Testamento que combinam com o Natal.
6. Dê algumas passagens que você poderia usar para uma conferência bíblica de quatro noites consecutivas.
7. Você é convidado para pregar no culto de dedicação do novo templo de um bairro. Que passagem escolheria para esta ocasião?
8. Quantos capítulos têm as Escrituras Sagradas?
9. Como as 14.388 palavras gregas e hebraicas da Bíblia podem ajudá-lo na escolha?
10. A quantas pessoas diferentes a Bíblia se refere no Antigo Testamento?
11. Explique por que nossa pregação deve ser textual, escriturística, cristológica e prática.
12. Como definimos a expressão texto do sermão?
13. Qual a extensão do texto do sermão?
14. Quais as maneiras fundamentais e indispensáveis de escolher o texto de um sermão?
15. Além da oração pessoal e da direção do Espírito Santo, o que nos ajuda na escolha do texto propício?
16. Com quanto tempo de antecedência devemos escolher um texto para o sermão?
17. Por que devemos evitar textos difíceis, polêmicos ou de linguagem pomposa?
18. É certo mudar o sermão, uma vez escolhido o texto?
19. Sua igreja passa por um período de crescimento numérico notável. Muitas pessoas são recém-convertidas, mas nem todas romperam com as práticas pecaminosas da vida anterior. Quais os textos do Antigo Testamento que seriam apropriados para corrigir esta situação?
20. O Natal se aproxima e você não deseja pregar outra vez sobre Lucas 2. Quais as alternativas que lhe restam para a escolha do texto natalício, caso você se limite ao Antigo Testamento?
21. Defina e explique a origem e o significado do termo exegese.
22. Por que a exegese bíblica é necessária?
23. Depois de ter consultado alguns comentários, explique por que, em Mateus 13, o semeador semeia à beira do caminho e em solo rochoso. Será que o semeador é negligente ou maltreinado nas técnicas agrícolas?
24. Quais as seis condições que fazem de nossa pregação uma prédica bíblica?
25. Qual o alvo da exegese?
26. Explique a diferença entre exegese científica e exegese limitada.
27. A exegese bíblica é uma atividade acadêmica ou espiritual?
28. Você pode elaborar dez passos didáticos para fazer uma exegese bíblica?
29. Por que a leitura do texto bíblico em voz alta pode ser uma ajuda na preparação da mensagem?
30. Qual a vantagem de repetir com minhas próprias palavras o texto a respeito do qual vou pregar?
31. De que maneira a observação dos contextos imediato e remoto ajudam-me na exegese?
32. Por que devo prestar atenção nas peculiaridades do texto a ser examinado?
33. Com que tipo de pergunta vou bombardear o texto bíblico, a fim de receber uma compreensão maior?
34. Qual a metodologia adequada para obter uma sólida primeira impressão do texto?
35. Quais os métodos que você usa para esclarecer o texto?
36. Defina uma comparação sinóptica.
37. Que instrumento ou ferramenta você usa para uma sinopse dos evangelhos?
38. Por que devo analisar o livro inteiro que inclui o texto escolhido?
39. Dê uma definição de contexto.
40. Qual a tarefa da exegese lingüístico-gramatical?
41. Na prática, como você procede na exegese lingüístico-gramatical?
42. Analise a palavra apostasia lingüisticamente, usando o NDITNT.
43. Qual a tarefa da exegese histórico-cultural?
44. Como você faz uma exegese histórico-cultural?
45. Qual a tarefa da exegese teológico-pneumatológica?
46. Que metodologia você emprega na exegese teológico-pneumatológica?
47. Qual a função da exegese auxiliar?
48. Indique algumas ferramentas auxiliares para a exegese.
49. O que é um versículo paralelo?
50. Onde se encontram os versículos paralelos na Bíblia?
51. De que maneira os versículos paralelos ajudam-nos na compreensão do texto?
52. Quais os dois tipos de versículos paralelos?
53. Explique com dois exemplos práticos como são utilizados os versículos paralelos.
54. O que é uma chave bíblica?
55. Qual a finalidade prática da chave bíblica?
56. Explique como é usada a chave bíblica.
57. Quais as diferenças entre uma chave bíblica e uma concordância?
58. Como devemos usar uma concordância bíblica?
59. O que é a Bíblia Vida Nova?
60. Relacione algumas vantagens que a Bíblia Vida Nova oferece para a preparação de mensagens bíblicas.
61. Qual a importância e a função dos dicionários para a elaboração de uma prédica?
62. Quais as diferenças básicas entre o NDB e o NDITNT?
63. De acordo com quais critérios usamos os comentários na preparação de uma mensagem bíblica?
64. O que é um atlas bíblico?
65. Quais as vantagens do atlas bíblico?
66. Explique de que maneira concluímos a exegese.
67. Mencione pelo menos quatro formas específicas de exegese.
68. Qual a relação entre o Antigo Testamento e o Novo Testamento?
69. Mencione algumas passagens tipológicas do Antigo Testamento.
70. Quais as características das passagens tipológicas?
71. Explique detalhadamente por que Melquisedeque (Gn 14) é um tipo de Cristo.
72. Por que o aspecto histórico-cultural merece uma atenção especial na análise de textos do Antigo Testamento?
73. Que perguntas ajudam-nos a compreender melhor os textos históricos do Antigo Testamento?
74. O que significa história da salvação?
75. Como você relaciona as afirmações do Antigo Testamento sobre o anjo do Senhor com a pessoa de Cristo?
      a. Primeiramente, com a ajuda de uma concordância bíblica, mencione algumas passagens do Antigo Testamento que se referem ao anjo do Senhor.
b. Depois, explique por que o anjo do Senhor é o próprio Cristo, no Antigo Testamento.
76. O que a rocha de Êxodo 17.6 tem a ver com Cristo (1 Co 10.4)?
77. Com que base relacionamos Salmos 8.4-5 com Cristo?
78. Como você prova que Salmos 16.10 fala da ressurreição de Cristo?
79. O que o Servo do Senhor tem a ver com Cristo, em Isaías 42.1-4, 5-9; 49.1-6, 7-13; 50.4-9, 10ss.; 52.13-53.12?
80. Com que indagações práticas podemos atualizar os textos do Antigo Testamento para nossos dias?
81. Quais são as lições práticas do Antigo Testamento?
82. Qual o teor principal dos livros poéticos do Antigo Testamento?
83. Quais são as seis formas de paralelismo poético hebraico?
84. O que compreendemos por disposição estrófica?
85. Quais são os livros proféticos do Antigo Testamento?
86. Quais são as características das profecias do Antigo Testamento?
87. Qual a importância das profecias do Antigo Testamento?
88. Explique o porquê das várias dificuldades cronológicas dos textos proféticos do Antigo Testamento.
89. O que é uma profecia progressiva?
90. Qual a diferença entre profecia parcial e cumprimento final?
91. Você pode ilustrar a diferença entre os cumprimentos parcial e final de um texto profético da Bíblia?
92. Mencione três profecias simbólicas.
93. Cite quatro profecias não-cumpridas.
94. O que é perspectiva profética?
95. Quais as 12 recomendações práticas para a exposição de textos proféticos do Antigo Testamento?
96. Qual a diferença entre a exegese do Novo Testamento e a do Antigo Testamento?
97. Como você identifica os textos sinópticos?
98. Qual a problemática dos textos sinópticos?
99. O que é uma comparação sinóptica?
100. Qual o valor de uma harmonia dos evangelhos?
101. Quais são as características principais dos milagres?
102. Em que consiste a problemática dos milagres?
103. Na prática, como devemos interpretar os milagres?
104. Quais os ensinos fundamentais das 21 epístolas neotestamentárias?
105. Quais as três regras exegéticas que observamos na exposição de textos das epístolas do Novo Testamento?
106. Quais são os principais capítulos proféticos do Novo Testamento?
107. Por que favorecemos a interpretação literal de textos proféticos do Novo Testamento?
108. Em que casos interpretamos simbolicamente os textos proféticos do Novo Testamento?
109. Qual o significado do termo parábola?
110. Dê uma definição precisa e detalhada do termo parábola.
111. Quais as três características literárias das parábolas bíblicas?
112. Mencione as quatro razões pelas quais Jesus falou em parábolas.
113. Quais são os cinco passos metodológicos na exposição de parábolas bíblicas?
114. Por que damos tanta ênfase ao ponto central da parábola?
115. Qual a problemática na exposição de parábolas do Novo Testamento?
116. Dê uma definição de alegoria bíblica.
117. Quais são as características da alegoria bíblica?
118. Cite quatro exemplos de alegoria bíblica.
119. Que recomendações práticas você usa para a exposição correta de uma alegoria bíblica?
120. O que é tipologia?
121. Quais as diferenças básicas entre parábola, alegoria e tipologia?
122. Cite seis tipologias bíblicas.
123. Dê a definição de metáfora.
124. Dê três exemplos de metáfora.
125. Quais as recomendações práticas indispensáveis para a exposição de metáforas?
126. Explique e ilustre o que é uma sinédoque.
127. Defina metonímia e explique sua problemática na pregação.
128. Quais são as características de uma prosopopéia?
129. Dê dois exemplos bíblicos de ironia.
130. Explique e ilustre o termo hipérbole.
131. Quais as características de uma fábula?
132. Cite três exemplos de enigmas bíblicos.
133. Como podemos identificar um símile?
134. Por que é importante observarmos as interrogações quando analisamos um texto bíblico?
135. Explique o que é uma apóstrofe.
136. O que é um contraste?
137. Defina as características de uma antítese bíblica.
138. Qual a diferença entre clímax ascendente e clímax descendente?
139. Dê uma definição bíblica de provérbio.
140. Quais as sete recomendações práticas a serem observadas e aplicadas na exegese de provérbios?
141. Cite quatro exposições de paradoxos na Bíblia.
142. Como lidamos com passagens obscuras?
143. Como você prega a respeito de uma passagem contraditória?
144. Quais os problemas que surgem quando pregamos sobre textos bíblicos que abordam questões sensíveis?
145. Qual o significado do termo meditação?
146. Que importância tem a meditação bíblica para a homilética evangélica?
147. De que maneira os quatro auxílios externos ajudam na meditação bíblica?
148. Com que tipo de perguntas pessoais posso meditar sobre um texto bíblico?
149 . Qual o alvo da meditação bíblica?
150. O que é aplicação do texto bíblico?
151. Quais as diferenças entre exposição, meditação e aplicação do texto bíblico?
152. De que maneira a meditação e a aplicação relacionam-se e complementam-se?
153. Na prédica, por que a aplicação é tão importante?
154. Quais as possibilidades da aplicação bíblica?
155. Por que a aplicação deve ser textual?
156. Cite as razões por que a aplicação deve ser objetiva.
157. Qual deve ser nossa preocupação na aplicação pessoal?
158. O que entendemos por aplicação pastoral?
159. Quantas aplicações caracterizam uma boa prédica?
160. Qual a diferença entre aplicação e ilustração?

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.

Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario