Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

9 de agosto de 2013

Antropologia - Teologia 03.42 - Considerações finais

Antropologia - Teologia 03.42

5.1.4 Considerações finais




Muitos cientistas estão dispostos, erroneamente, a sair dos limites de suas disciplinas. 
Este fato tem sido a causa da cautela com que muitos sábios judeus consideraram as ciências através da história. 
Não por se oporem a ciência, mas por estarem inteirados da facilidade que é para uma pessoa ceder aos próprios desejos. 
A questão da atitude da Torá para com as ciências é muito ampla para ser tratada aqui em profundidade, portanto, concluiremos considerando apenas alguns pontos chave: 

Quando Deus disse a Adam: “Encha a terra domine-a”, ordenou-lhe um preceito que visava utilizar seus recursos criativos a fim de modificar o meio e utilizar as leis da natureza como instrumentos para servir a Deus.

Os dados científicos são freqüentemente necessários para resolver problemas de halachá, a lei judaica. 
Elaborar calendário judaico e determinar as horas do dia, por exemplo, requer conhecimentos de astronomia. 
Também é necessário grande conhecimento de medicina para assuntos relacionados com o transplante de órgãos ou para estabelecer quem não deve jejuar em Yom Kipur. 

Outro aspecto do estudo da ciência é que, quanto mais uma pessoa aprende da obra da natureza, tanto mais sente veneração pelas maravilhosas realizações de Deus. 
Deste modo, seu conhecimento acerca do criador e sua fé nele se fortalecem. 
As palavras do Rei David (Tehilim 8.3-4): “Quando considero teus céus, obra de teus dedos, e a lua e as estrelas que tu criaste, o que é o homem para que tenhas lembrança dele?” encontram eco nas palavras pronunciadas por Albert Einstein, quando afirmou: “a essência da minha religião é um sentimento de humildade e admiração pelo infinito e supremo poder metafísico, que se revela em pobres fatos compreensíveis para nossa infantis e débeis mentes”. Em “Hilchot Yessodê Hatorá”, o Rambam (Maimônides) escreve: “Qual é o caminho do amor e temor a Deus? Quando o homem observa Suas grandiosas a admiráveis proezas e criaturas, vê através delas sua imensa e infinita sabedoria.
 Imediatamente louva-O, exalta-O e adora- O, sentindo uma intensa satisfação por conhecer Deus”.


Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...