Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

12 de dezembro de 2014

Epistolas Paulinas - Teologia 16.95 - Capítulo 4 - Crendo na Maravilhosa Promessa de Deus

Epistolas Paulinas - Teologia 16.95
            
Capítulo 4

Crendo na Maravilhosa

Promessa de Deus

O objetivo  precípuo de estudar pormenorizadamente qualquer livro  da Bíblia é captar em seu conjunto a idéia principal que

contém.  O  segundo  capítulo  de  Romanos  e  a  primeira  parte  do  terceiro  nos  permitiram  entender  que  todos  os  homens  estão  na   mesma deplorável condição. Contemplamos o aspecto luminoso na última parte do terceiro capítulo. Aí se estabelece a gratuidade da   graça de Deus em Cristo, como Salvador dos pecadores. E agora, no quarto capítulo, encontramos o argumento central em relação à   justificação pela fé.  

 A Bênção de Abraão – Romanos 4:1-12

1 Que, pois, diremos ter alcançado Abraão, nosso pai segundo a carne?
2  Porque, se Abraão foi justificado por obras, tem de que se gloriar, porém não diante de Deus.
3  Pois que diz a Escritura? Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça.
4  Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e sim como dívida.
5  Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça.
6  E é assim também que Davi declara ser bem-aventurado o homem a quem Deus atribui justiça, independentemente de obras:
7  Bem-aventurados aqueles cujas iniqüidades são perdoadas, e cujos pecados são cobertos;
8 bem-aventurado o homem a quem o Senhor jamais imputará pecado.
9 Vem, pois, esta bem-aventurança exclusivamente sobre os circuncisos ou também sobre os incircuncisos? Visto que dizemos: a fé foi   imputada a Abraão para justiça.
10   Como,  pois,  lhe  foi  atribuída?  Estando  ele  já  circuncidado  ou  ainda  incircunciso?  Não  no  regime  da  circuncisão,  e  sim  quando   incircunciso.
11  E recebeu o sinal da circuncisão como selo da justiça da fé que teve quando ainda incircunciso; para vir a ser o pai de todos os que   crêem, embora não circuncidados, a fim de que lhes fosse imputada a justiça,
12        e pai da circuncisão, isto é, daqueles que não são apenas circuncisos, mas também andam nas pisadas da fé que teve Abraão, nosso   pai, antes de ser circuncidado. 



Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA



Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...