Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

19 de dezembro de 2014

Escatologia - Teologia 17.67 - Os Tipos no Velho Testamento Indicam um Arrebatamento Pré-Tribulacional

Escatologia - Teologia 17.67

6.4.4-  Os tipos no velho testamento indicam um arrebatamento pré-tribulacional 

Quanto  aos  tipos  é  importante  ressaltar  que  eles  serão  introduzidos  neste  trabalho  apenas  por  serem  largamente  usados  como  símbolos  do   arrebatamento,  no  entanto  eles  são  apenas  uma  suposta  alusão  ao  arrebatamento,  teologicamente  não  pode  ser  provada  devida  não  haver  menção  da   igreja, especificamente, no velho testamento, contudo os tipos são:

a)  Enoque,  bisavô  de  Noé,  é  o  primeiro  suposto  tipo  da  igreja  arrebatada,  teve  um  relacionamento  de  obediência  com  Deus,  e  por  isso  foi   arrebatado para não morrer no dilúvio (Gn 5:24; Hb 11:5).

b) Bisneto de Enoque, Noé foi salvo pela arca, do terrível dilúvio que se aproximava (Gn 7:1,7). O tipo tem grande semelhança com o fato de que   Deus os livrava do dilúvio para posteriormente os colocar na terra novamente; da mesma forma com o arrebatamento, a igreja será poupada da grande   tribulação, retornando novamente a terra na manifestação de Cristo, para juntos entrarem na terra milenial. É interessante ressaltar que a expectativa   do arrebatamento, como também seu repentino acontecimento, foi comparada por Jesus aos dias de Noé (Mt 24:37-39).

c) O juízo sobre Sodoma veio após a saída de Ló, desta maneira ele representa a igreja que após ser retirada virá o Juízo na terra com a grande   tribulação (Lc17:28-30).

Os tipos por mais parecidos com a realidade que sejam não servem para se estabelecer doutrina, porém revelam o cuidado de Deus com aqueles que   lhe servem fielmente, por isso podemos crer que por seu amor incondicional a igreja ele não a deixará perecer na grande tribulação.

Por  todos  os  motivos  citados  fica  claro  que  o  arrebatamento  não  pode  ser  localizado  em  outro  tempo,  senão  antes  da  grande  tribulação,  sabemos,  no   entanto que os argumentos pós-tribulacionistas tem certa lógica e base bíblica, mas isso não é o suficiente para que consigam provar suas teorias, o que não   acontece  com  o  pré-tribulacionismo  que  mesmo  não  resolvendo  todos  os  problemas  que  existem  devido  passagens  de  difícil  interpretação,  consegue   harmonizar os textos de maneira correta e dentro do contexto, trazendo-nos o ensino sobre o arrebatamento mais completo e coerente do todas as teorias   existentes, não é à toa que os maiores mestres, doutores e escolas teológicas no mundo inteiro, são pré-tribulacionistas; porém nunca devemos crer em algo   apenas porque uma maioria crê, mas o testemunho das Escrituras deve sempre prevalecer.
  




Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA



Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...