Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

24 de janeiro de 2015

Escatologia - Teologia 17.103 - O Detentor

Escatologia - Teologia 17.103


10.2    O DETENTOR

E, agora, sabeis o que o detém, para que ele seja revelado somente em ocasião própria. Com efeito, o mistério da iniqüidade já opera e aguarda   somente que seja afastado aquele que agora o detém; (2 Ts 2:6-7)


Eis aqui uma questão  muito importante, que é referente à identidade deste “que detém” a manifestação do anticristo, é certo que existem alguns   problemas a respeito desta identidade, mas buscaremos soluciona-los.


Uma das teorias bastante aceita é a de que o império Romano era o que impedia o surgimento do anticristo, para F.F. Bruce, não poderia ser de outra   maneira quando escreve:

O apóstolo é intencionalmente vago quando escreve sobre o assunto, (...) Isto apóia a interpretação de o Império Romano ser o agente retentor,   (...) Paulo tinha razão em mostrar-se constantemente grato pela proteção das autoridades imperiais, que reprimiam as forças mais hostis ao evangelho.   Quando essa proteção fosse retirada, as forças do anticristo poderiam exercer, livremente, a sua própria vontade.


Para  isto  se  baseiam  na  questão  de  Paulo  se  preocupar  em  ser  discreto,  não  mencionado  a  identidade  do  detentor,  o  que  parece  ser  uma  grande   contradição, pois, já que ele se sentia grato ao império, porque não menciona-los como sendo seus “amigos”, tornando o relacionamento entre igreja e Roma   mais próximo ainda? A questão é que este relacionamento nunca existiu.


Outra teoria aponta a igreja como sendo “aquele que detém”, o que também não pode ser possível devido à natureza da igreja, pois esta é apenas   habitação do Espírito de Deus, embora seja o meio que Deus usa para deter as forças espirituais malignas, não pode ser a detentora já que é passível de   acusação.  


Neste  caso  é  necessário  um  detentor  que  seja  um  ser  espiritual,  tenha  poder  infinito,  seja  inculpável  e  possua  autoridade  suprema,  e  tudo  isto  só   encontramos na trindade, e devido ser algo que impede a manifestação terrena do anticristo concluímos que o Espírito Santo é o único que pode atender a   estes requisitos, já que Ele foi enviado para habitar no crente em Jesus, sendo a força vital da igreja, ou seja, é o próprio Deus na terra, morando conosco e   em nós e impedindo que o anticristo venha a se manifestar antes da hora definida por Deus. E isto só não parece razoável como é a única possibilidade que   consegue explicar de maneira coerente à questão “deste que detém”.



Sendo o Espírito Santo o detentor fica ainda mais confirmado o arrebatamento antes da grande tribulação, é onde está a explicação de tudo, pois sendo   a igreja seu templo será retirada juntamente com “aquele que detém”, deixando o caminho livre para que se manifeste o “iníquo”, e não permitindo que a   igreja redimida sofra com o terror de sua ira.



Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA


Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...