Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

28 de junho de 2017

História Da Igreja - Teologia 30.41 - John Huss

História Da Igreja - Teologia 30.41

John Huss

A boêmia e região jamais foram as mesmas depois de John Huss. Nascido em 1369 na cidade de Husinec na Boêmia, hoje República Tcheca,  foi um dos
homens mais convictos e destemidos da pré reforma. Entrou para escola aos treze anos, e aos dezoito iniciava na universidade o curso teologia e humanidades, e para pagar seus estudos ganhava dinheiro cantando em coros. Foi ordenado em 1400 e chegou a reitor da universidade de Praga. Influenciado pelos escrito de Wiclyff, absorveu seus ideais. Pregador corajoso, suas pregações eram poderosas, condenava o clero, usa prostituições, corrupções, a venda de indulgências e ao colocar as Escrituras acima de tudo condenava a doutrina do purgatório, adoração aos santos e imagens e ao uso
do latim na missa.

Devido as constantes crises econômicas na época, o povo estava cansado de ser Afligido pelas leis que eram formuladas sob influência da igreja, os impostos eram altos e por isso viram em John Huss um líder e este agiu como tal. Depois de muitas críticas ao papado e sua insistência em desafia‐lo foi excomungado em 1412 pelo papa João XXIII que determinou a censura religiosa em Praga, Huss retirou‐se por um tempo para um lugar ignorado pelos historiadores. Após dois anos de exílio consentiu em comparecer no concílio de Constança (o mesmo que declarou Wiclyff como herege) recebendo uma garantia de vida chamada “Salvo conduto”. No interrogatório Huss foi coagido a desmentir sua fé e renunciar seus ensinos, ele tinha convicção em sua fé e
se defendeu com as Escrituras, os juizes ignoraram o salvo conduto dizendo que “não se deve ser fiel com um herege”. John Huss foi preso e condenado
em 1415 a fogueira na cidade de Constança, e no momento de seu martírio enquanto as chamas subiam disse algo que naquele momento parecia ser um delírio devido à dor das queimaduras “vocês podem matar o ganso (huss em alemão) mas virá um cisne o qual não poderão matar”, esta palavra se referia
a Martinho Lutero que noventa e oito anos depois pregava as 95 teses na porta do castelo da cidade de Wittenberg .
Os seguidores de Huss revoltados com sua morte se organizaram e iniciaram uma guerra em prol da independência da Boêmia. Derrotaram o imperador alemão conquistando poder  político por  toda  a  Alemanha, Moravia  e  região. Seus seguidores foram  duramente  perseguidos por  ordem  do papa  e praticamente exterminados.


Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.



Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...