Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

29 de junho de 2017

História Da Igreja - Teologia 30.50 - Causas Religiosas - A Descoberta de Lutero - A Corrupção do Clero - As Indulgências

História Da Igreja - Teologia 30.50
 
Causas Religiosas

a‐A descoberta de Lutero

Após o retorno de Lutero de Roma a Wittenberg, ele fez a descoberta de sua vida, ao ler as Escrituras no livro de romanos “o justo viverá pela fé” (Rm
1:17) e sobre isso relatou:

“Noite e dia eu ponderei até que vi a conecção entre a justiça de Deus e a afirmação de que ‘o justo viverá pela fé’. Então eu compreendi que a justiça de Deus era aquela pela qual, pela graça e pura misericórdia, Deus nos justifica através da fé. Com base nisto eu senti estar renascido e ter passado através de portas abertas para dentro do paraíso. Toda a Escritura teve um novo significado e, se antes, a justiça me enchia de ódio, agora ela
se tornou para mim inexprimivelmente doce em um maior amor. Esta passagem de Paulo se tornou para mim um portão para o céu...”.
Sua vida mudaria, ele que até então buscava uma resposta que o justificasse diante de Deus entendeu pela revelação do Espírito Santo que o homem não
é justificado por suas ações, pagamento de indulgências ou a adoração das relíquias da igreja mas tão somente por crer no sacrifício vicário de Jesus Cristo.

A partir de então começa uma verdadeira inquietação na alma de Lutero, não que esta não houvesse no que se refere às praticas da igreja, porém agora
ele tinha uma convicção daquilo que antes era apenas uma dúvida, a igreja estava totalmente fora dos padrões bíblicos. Os seus conceitos sobre salvação
e vida cristã mudaram radicalmente provocando uma reação imediata de sua parte.

b‐ A corrupção do clero

Não bastasse à distância entre os ensinos bíblicos e os da igreja, esta vivia tempo de plena imoralidade, o papa desta época era Leão X que foi feito arcebispo aos oito anos de idade chegou ao papado depois de galgar vinte e sete cargos eclesiásticos, sua corrupção chegou aos extremos. Quando Francisco I da França invadiu a Itália, porém, Leão X apoiou as tropas do imperador Carlos V. Para financiar os vultosos gastos militares e suntuários, Leão X aumentou a venda de indulgências. Vendia cargos   por preços altos e chegou a ordenar crianças de sete anos como cardeais, confirmou a “Unam Sanctam” a qual declarava que todas as pessoas deviam se submeter ao Sumo pontífice para serem salvas.

c‐ As indulgências

Em 1517 Lutero ainda residia em Wittenberg e próximo à sua cidade veio um frade dominicano chamado Johann Tetzel   que enviado pelo arcebispo Alberto da Mogúncia trazia indulgências para serem vendidas, o dinheiro serviria para a construção da Basílica de São Pedro. As indulgências davam direito para aos mortos que estivessem no purgatório serem enviados diretamente para o céu. Dizia Tetzel, para os parentes de pessoas mortas: “Quando
o dinheiro cair no cofre da igreja a alma vai direto para o céu”. Vinham pessoas de todas as localidades para comprar as indulgências que também davam direito ao perdão de todos os pecados cometidos e os vindouros. Chegando ao conhecimento de Lutero, este ficou indignado e decidiu enfrentar tamanha mentira.

Esta provavelmente foi à gota d’água para que a reforma explodisse na Alemanha.

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.



Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...