Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

12 de junho de 2018

História Do Cristianismo - Teologia 32.102 - CARLOS E ROMA

História Do Cristianismo - Teologia 32.102



CARLOS E ROMA

Os lombardos deram começo pela terceira vez a uma invasão ao território papal; e o papa, vendo o seu trono em perigo mais uma vez, apelou de novo para a corte dos fran­cos. Carlos Magno correspondeu a este apelo da melhor vontade e na véspera do domingo de Páscoa entrou com o seu exército em Roma, onde lhe foi feita uma brilhante re­cepção. As ruas estavam apinhadas de povo que o aplau­dia. Õ clero também ali se achava com cruzes e bandeiras, e as crianças das escolas foram ao seu encontro com ramos de palmeira e de oliveira. Ao aproximar-se da igreja de S. Pedro, logo que ouviu os hinos de boas-vindas, apeou do seu cavalo e fez o resto da jornada a pé. Quando foi levado à presença do papa, subiu os degraus do trono muito deva­gar, beijando cada degrau à proporção que ia subindo. De­pois beijou também o papa, findando assim a cerimônia da recepção. Durante a sua estada na cidade, confirmou a doação de Pepino, aumentando-a com os ducados de Spoleto e Benevento, Veneza, Istria e um outro território ao norte da Itália, juntamente com a ilha de Córsega. Carlos Magno ficou em Roma durante as festividades da Páscoa indo em seguida reunir-se ao seu exército. E quase escusado acrescentar que o bom êxito acompanhou sempre as suas armas, vencendo por onde quer que andasse, e que não tardou muito a dispersar completamente as forças dos bárbaros, e livrar o trono papal do receio das suas incur­sões. No fim da campanha proclamou-se a si próprio rei da Itália, e voltou para seus domínios coberto de honras.
Falou-se da submissão de Carlos Magno à igreja de Ro­ma, mas essa submissão não era completa. Ele decidia, de vez em quando, independentemente da Sé católica nas suas opiniões, como por exemplo na oposição que fez no se­gundo concilio geral de Nicéia, que decidira a favor do cul­to às imagens. Nessa ocasião foi provavelmente bastante influenciado pelos conselhos piedosos de Alcuino, diácono de York, a quem mandara uma cópia do decreto.

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.


Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...