Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

4 de agosto de 2013

Administração Eclesiástica - Teologia 01.22 - Administração do Tempo e Produtividade

Administração Eclesiástica - Teologia 01.22 


3) Administração do Tempo e Produtividade: 

Quem administra o tempo, aumenta sua produtividade. Produtividade é o produto da eficácia pela eficiência. Ser eficaz é fazer as coisas certas, isto é, fazer aquilo que consideramos importante e prioritário. 
Ser eficiente é fazer as coisas certo, isto é, com a menor quantidade de recursos possível. 
Ser produtivo é fazer certo as coisas certas, isto é, fazer aquilo que consideramos importante e prioritário com a menor quantidade de recursos possível. 
E tempo é um recurso fundamental: nada pode ser feito sem tempo. 
Por isso ele é freqüentemente escasso e caro. É possível ser eficaz, isto é, fazer o que precisa ser feito, sem ser eficiente. 
Todos conhecemos pessoas que fazem o que devem fazer, mas levam tempo demasiado, ou gastam muito dinheiro, para faze-lo. 
Essas pessoas são eficazes mas ineficientes. Por outro lado, todos conhecemos pessoas que fazem, de maneira extremamente eficiente, coisas que não são essenciais, que não têm a menor importância. 
Quem consegue colocar cem mil pedras de dominó em pé‚ sem derrubar nenhuma, possivelmente seja muito eficiente nessa tarefa, mas extremamente ineficaz. 
Vemos, talvez até mais freqüentemente, pessoas que são ineficazes e ineficientes. 
Todos já vimos o balconista de loja ou o caixa de banco que tenta atender a mais de um freguês ou cliente ao mesmo tempo, que simultaneamente tenta responder às perguntas de outro, conversar com colegas que vêm pedir informações ou jogar conversa fora, etc. 
Esse indivíduo parece ocupado, na verdade está ocupado, mas é improdutivo: no mais das vezes não consegue fazer as coisas que devem ser feitas nem fazer o que faz de maneira correta. 
Tornar mais eficiente quem é ineficaz (por exemplo, dando‐lhe um computador) às vezes até piora a situação. 
Um exemplo exagerado pode ajudar. 
Um bêbado a pé é ineficaz e (felizmente) ineficiente. 
Se o colocarmos ao volante de um automóvel, poderá tornar-se muito mais eficiente em sua ineficácia (isto é, fazer muito mais rapidamente o que não deveria fazer, causando um dano muito maior). 
Ser produtivo, portanto, não é a mesma coisa que ser ocupado. 
Está errado o ditado americano que diz: "Se você quer algo feito, dê isso para uma pessoa ocupada".A pessoa pode ser ocupada e não produtiva, em cujo caso não fará a tarefa adicional que lhe está sendo pedida.

Perdeu a Leitura ,Volte uns capítulos

II. Razões para administrar o tempo




Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...