Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

19 de agosto de 2013

O Poder da Oração e a Nossa Confissão - Estudo Bíblico Parte 1

O Poder da Oração e a Nossa Confissão Parte 1

"e tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis"(mt 21:22)
A palavra de deus nos mostra, em diferentes passagens, o poder da oração. Oração é conversa com deus. Além da sua importância como instrumento de contato entre nós e deus, a oração é também uma arma do cristão na guerra espiritual. Em ii crônicas vemos um exemplo de resposta de oração. Salomão havia, no capítulo 6, pedido ao senhor que viesse ao templo que ele construíra, trazendo sua glória.
A resposta a essa oração está no capítulo 7. O verso um diz: "tendo salomão acabado de orar., a glória do senhor encheu a casa". O resultado disso foi que todos adoraram a deus, como vemos no verso três. A manifestação da glória de deus gera adoração e louvor. Salomão sabia que não havia espaço físico que pudesse conter a glória de deus. Hoje essa glória se manifesta em nossas vidas.
Tiago nos diz que a oração do justo pode muito em seus efeitos. Nossa oração move o coração de deus. O senhor fala que se orarmos e nos convertermos de nossos maus caminhos ele ouvirá as nossas preces.um grande homem de oração na bíblia foi daniel. Ele orava três vezes ao dia, e por causa de sua oração chegou a ser jogado na cova dos leões. Em daniel 9:3 encontramos uma fórmula de como orar corretamente.
Daniel fala que orou ao senhor e o mais importante, pediu perdão e se arrependeu. A primeira coisa que ele faz ao buscar a deus é confessar os pecados seus e do povo. Devemos fazer o mesmo ao entrarmos diante do pai.pecados não confessados podem ser uma barreira a bloquear nossas orações diante de deus. Filipenses 4:6 diz que não devemos andar ansiosos, mas nossas necessidades devem ser colocadas diante de deus em oração.
Às vezes oramos, oramos e oramos. E não recebemos. Será que deus não quer nos conceder essa benção? Mas como? Se ele mesmo disse: tudo o que me pedir em meu nome eu farei? Se deus é fiel e seu caráter é imutável (ele não muda de opinião e nem de decisão, se ele falou que vai fazer, ele fará mesmo), o que pode estar acontecendo?
Aí vem a pergunta: “porque eu oro e não recebo o que peço?”
Os judeus sempre oraram muito nas sinagogas, nos templos, nas praças, em público. Na tradição judaica, alguns oravam 3 vezes por dia e, de repente, eles perceberam que não sabiam orar. Perceberam que o que eles faziam eram ritos, repetições de mensagens de oração escritas, as quais não tinham nada a ver com aquilo que eles viam em jesus, ou viram em joão. Eles sabiam orar, mas não sabiam orar como jesus. Eles sabiam rezar, mas não sabiam orar como convém. Eles não sabiam orar como o senhor orava, porque eles viam que, quando jesus orava, a sua oração influenciava, não só o próprio jesus, mas também os discípulos que andavam com ele. Sempre que jesus orava, havia transformações positivas muito grandes, e os discípulos queriam aprender o mistério que estava por trás da oração do senhor.
A maioria de nós teve origem na igreja romana, onde aprendemos a rezar. Fui ensinado, desde pequeno, a repetir a ave maria, o pai nosso, as sagradas liturgias da igreja, mas não possuía uma experiência de falar com o pai, de derramar-me diante do pai. Os discípulos também passavam por isso. Eles possuíam as orações da tradição, porém, jesus queria mais. Queria que eles tivessem oração de comunhão. Intimidade com deus. Ele é seu pai!
Mateus 6:5-6 "e, quando orardes, não sereis como os hipócritas; porque gostam de orar em pé nas sinagogas e nos cantos das praças, para serem vistos dos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu pai, que está em secreto; e teu pai, que vê em secreto, te recompensará".


Orar é tão importante que os discípulos pediram para jesus ensiná-los a orar. É tão importante que foi a única coisa que os discípulos pediram a jesus. Veja comigo em lucas 11:1: "de uma feita, estava jesus orando em certo lugar; quando terminou, um dos seus discípulos lhe pediu: senhor, ensina-nos a orar como também joão ensinou aos seus discípulos".


Pediram, pois a oração é algo indispensável para uma vida vitoriosa. Mas eu não estou falando de reza, de terço, de pai nosso, não! Quando oramos, não podemos usar de vãs repetições, não temos que ficar repetindo o pai nosso. Pai nosso foi um modelo de oração. Mas não é para ficar repetindo. A nossa relação com deus deve ser de pai para filho e de filho para pai. Nós podemos clamar: ‘aba pai’, que quer dizer: paizinho querido, e ele nos ouve faz o que ninguém pode fazer!
As reuniões de oração, na maioria das igrejas, ficam vazias. As pessoas criaram um estilo prático de oração que é mandar um “telegrama”  ou um scrap para deus: ‘senhor, toma conta dos meus filhos, bom dia, traz o ônibus logo para eu não chegar atrasado, não deixe o meu carro enguiçar na rua de noite...’ “telegramas” sem qualquer propósito, sem resultados práticos. Sabe por que? Quem usa a técnica de mandar “telegramas” para o pai, é porque não tem compromisso com deus.
Poucas pessoas buscam a deus por deus mesmo. A nova teologia ensina a buscar a deus pelo que ele pode dar, pelo que pode oferecer, pelo que pode trazer de bênçãos. É verdade que tudo isso faz parte do evangelho. Jesus disse: ‘pedi e dar-se-vos-á, batei, buscai’, mas, deus não quer que tu o busques somente por causa das bênçãos que ele tem para dar, mas por ele mesmo. Porque ele é o nosso pai, nós o amamos. Só é possível fazer isso quando se prioriza deus na oração.
A oração é o símbolo da dependência das forças de deus. Eu sei da minha incapacidade, sei que em mim não há bem algum, sei que sou pequeno para representar o que deus quer que eu represente. Então, eu o busco pelo que ele é e, em conseqüência, recebo o que ele tem para dar-me.
Paulo disse isso com outras palavras. 2 coríntios 3:4-6: "e é por intermédio de cristo que temos tal confiança em deus; não que, por nós mesmos, sejamos capazes de pensar alguma coisa, como se partisse de nós; pelo contrário, a nossa suficiência vem de deus”.
Começamos a entender pontos importantes.
"torna-te, pessoalmente, padrão de boas obras. No ensino, mostra integridade, reverência, linguagem sadia e irrepreensível, para que o adiversário, seja envegonhado, não tendo indignidade nenhuma que dizer a nosso respeito" (tito 2.7,8)

Vamos meditar nessas palavras de vida para o nome do senhor ser exaltado em nós. Está escrito: agrada-te do senhor e ele satisfará os desejos do seu coração. Você agrada a deus quando segue a palavra e seguir a palavra não é apenas na hora de dobrar os joelhos e pedir ou agradecer.

Se você ora por alguma coisa, mas não está vendo resposta, tenha certeza de uma coisa: deus não é deus de longe, ele não tampa os ouvidos para você. Então diga na sua oração: “deus, me ouça, deus não deixe de me ouvir!”. É claro que ele te ouve. Não só te ouve como te sonda e te conhece. Mas será que você está fazendo o que ele manda?

Amado, você agrada a deus com a sua demonstração de fé, ou seja, com as boas obras, os frutos da sua fé. E isso se diz respeito ao que sai da sua boca: quando de sua boca saem palavras de vitória, ou seja, palavras que estão em linha com a palavra de deus. Se você está com problemas financeiros, ora pra deus abrir portas e cancelar dívidas, mas acabou de orar e 30 minutos depois, em uma conversa com alguém, de sua boca sai confissão de derrota "estou ferrado, tá ruim, o negócio tá brabo".  Amado, sua oração foi em vão.

O próprio jesus nos alertou: "vigiai e orai, para não cairdes em tentação". (mateus 26:41)

É tentador na hora do problema abrir aquele bocão pra dizer “só acontece comigo, tinha que dar errado mesmo, deus porque o senhor não me ouve”. A tentação, amados, vem pra nos provocar. Mas a palavra de deus nos ampara e nos prepara para resistir ao diabo e assim ele foge da gente e não a gente dele. É ele que tem que sair correndo quando você abre a boca pra declarar a sua vitória diante do problema! Glória a deus!

Continue Aqui:

Um abraço afetuoso no amor do senhor !
Marina J

  “jesus é a nossa paz” (efésios 2:14)

Email04/2008






Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.

Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...