Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

21 de janeiro de 2015

Escatologia - Teologia 17.100 - A Estátua de Nabucodonosor

Escatologia - Teologia 17.100

 10.1.1    A estátua de Nabucodonosor  


Em Daniel capítulo 2, vemos a interpretação dada por Deus a Daniel, do sonho que o rei havia tido, neste era apresentada uma estátua, “A cabeça era   de fino ouro, o peito e os braços, de prata, o ventre e os quadris, de bronze; as pernas, de ferro, os pés, em parte, de ferro, em parte, de barro”. (Dn 2:32-33).   Cada uma destas partes representa um império, como segue:


   Cabeça de ouro: império Babilônico 

   Peito e braços de prata: império Medo-Persa 

   Ventre e quadris de bronze: império grego 

   Pernas de ferro, e pés parte ferro, parte barro: império Romano. 


Cada império representado teve seu fim, sendo seguido pela ordem apresentada na estátua.  


Daniel  nos  versos  41-44,  faz  uma  observação  referente  ao  ultimo  império,  o  Romano,  segundo  Daniel,  o  fato  de  serem  duas  pernas  com  dois  pés   indicam que seria um reino divido, o que realmente aconteceu em 395 d.C. Ainda é mencionada a questão mais importante a respeito deste último, o fato de   ter pés que eram parte ferro e parte barro, e é o próprio profeta que nos dá a explicação referente a esta mistura “Como os  artelhos dos pés eram, em parte,   de ferro e, em parte, de barro, assim, por uma parte, o reino será forte e, por outra, será frágil”.

  
Procuremos agora entender que relação tem este texto com o anticristo. A interpretação dada por Deus a Daniel revela que o império Romano seria   dividido,  e  que  este  mesmo  império  surgiria  numa  forma  diferente,  representada  pelos  dez  dedos,  estes  representam  dez  reis  que  formariam  uma   confederação. Daniel fala desta junção dizendo que “misturar-se-ão mediante casamento, mas não se ligarão um ao outro, assim como o ferro não se mistura   com o barro.” Isto representa um governo unido por um acordo, permanecendo porém a individualidade de cada um, e isto só é possível com um líder para   fazer com que a confederação não se dissolva por falta de um mediador. Um fato muito importante acerca  destes dez reis e deste líder nos o encontramos   em Ap 17:12-13 “Os dez chifres que viste são dez reis (...) Têm estes um só pensamento e oferecem à besta o poder e a autoridade que possuem”, Aqui vemos   que estes dez reis entregarão a liderança desta confederação a um homem, a besta. Esta é a forma de governo que será estabelecido no fim dos tempos, um   império saído do antigo, não um outro, mas o mesmo sob um novo aspecto.


O fim deste império também é declarado por Deus, “Mas, nos dias destes reis, o Deus do céu suscitará um reino que não será jamais destruído; (...)   como viste que do monte foi cortada uma pedra, sem auxílio de mãos, e ela esmiuçou o ferro, o bronze, o barro, a prata e o ouro.” (vs. 44-45).Quando esta   confederação estiver em pleno poder, o próprio Deus vai intervir. A pedra cortada e lançada contra as forças hostis é o próprio Jesus Cristo que vem destruí-  los e inaugurar o “reino que jamais será destruído”. O milênio.


Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA

Reações:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...