Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

27 de agosto de 2013

Didática - Teologia 11.46 - Estudo do Meio

Didática - Teologia 11.46


4.7. Estudo do Meio

4.7.1. Descrição 

O estudo do meio caracteriza-se pela possibilidade de investigação interdisciplinar de fenômenos da realidade natural e social do aluno. Nesse sentido, pelas próprias características do objeto de estudo, requer a integração dos componentes curriculares, por meio de objetivos e conteúdos de ensino, no trabalho a ser realizado, e o emprego de procedimentos de ensino com pesquisa, como observação, entrevistas, levantamento bibliográfico, entre outros. 

Quando se considera que o meio natural e social que circunda e "contém" o aluno (o professor, a escola...) não é objeto de estudo de uma única disciplina ou área, nem está totalmente desvendado, explicado, entendido..., o estudo do meio ganha um novo sentido. Ele não é propriamente uma saída ou excursão da escola, menos ainda um passeio... Também não é tarefa exclusiva desse ou daquele professor, mas atividade coletiva a ser construída pela equipe escolar, apoiada no projeto pedagógico da escola. 

Dessa forma, o estudo do meio precisa ser planejado com base em objetivos de ensino bem definidos, garantindo o envolvimento da equipe escolar, dos alunos e de seus pais e responsáveis. Deve ser executado de maneira séria e comprometida, e seus resultados devem ser divulgados amplamente. Todo o processo deve ser avaliado pelos participantes, não só em termos dos resultados obtidos, mas também dos custos e esforços empenhados. Em especial na Educação básica, os familiares dos alunos devem ser informados com clareza dos objetivos de ensino do procedimento, a fim de não o confundir com mais um "passeio ou excursão". 

4.7.2. Objetivos de ensino 

O estudo do meio propicia ao aluno as condições para:
a) Tomar contato direto com a realidade natural ou social, localizando, descrevendo e analisando o fenômeno identificado como objeto de estudo em seus múltiplos aspectos (geográfico, histórico, social, político, econômico, cultural...).

b) Buscar, selecionar, classificar e organizar informações, construindo novos conhecimentos relativos ao objeto de estudo, por meio de contato direto (observação do fenômeno, coleta de amostras) e de experiências práticas (observação de procedimentos, entrevista com profissionais, visita a ambientes diferenciados).

c) Registrar, documentar e relatar as experiências e os contatos realizados.

d) Aprofundar a investigação bibliográfica, recorrendo a novas fontes e autores.

e) Identificar e utilizar formas diferenciadas de documentação, registro e divulgação de conhecimentos (fotos, gravação em áudio e vídeo).

f) Compreender a construção do conhecimento como processo pessoal, apoiado em interesse e atitude individual, que se realiza em ambiente de cooperação e solidariedade.

g) Identificar a necessidade do emprego de métodos de pesquisa científica na construção de novos conhecimentos.

O estudo do meio é um procedimento de ensino que se apóia no trabalho coletivo de professores e alunos. Proporciona experiências de aprendizagem em que o aluno atinge objetivos conceituais (reorganiza conhecimentos diante da realidade), procedimentais (prepara e executa processos de investigação: visita, observação, entrevista) e atitudinais (respeita o fenômeno observado, valoriza o seu trabalho e o de seus colegas, coopera). 

4.7.3. Atribuições do professor

O professor responsável pela coordenação da proposta de estudo do meio deve estimular o envolvimento e a participação de seus colegas, dos alunos e familiares e da equipe escolar. Será necessário garantir a adesão de todos, por meio da mais ampla compreensão dos objetivos de ensino, para viabilizar o sucesso do procedimento. 

As atribuições do(s) professor(es) podem ser divididas em quatro conjuntos principais, quais sejam: 

a) Planejamento do estudo do meio, que requer a definição do objeto de estudo, dos
aspectos a serem considerados e dos

b) procedimentos de investigação necessários. Nessa fase, professores e alunos definirão os objetivos de ensino a serem atingidos, as formas de trabalho a serem realizadas, os recursos e investimentos necessários e as normas de conduta a serem observadas.

c) Execução ou realização do estudo do meio, que corresponde à etapa em que professores e alunos estão em campo, em pleno desenvolvimento da atividade. Os professores devem estar atentos e próximos dos alunos, observando sua atitude, esclarecendo dúvidas, auxiliando o registro.

d) Organização e divulgação dos resultados. Nessa etapa, os alunos trabalham em subgrupos, sob a supervisão direta dos professores, selecionando, organizando e interpretando as informações recolhidas. A essa altura, os professores podem indicar novas leituras e aprofundamento bibliográfico, se julgarem pertinente e necessário à elaboração do relatório. Também é atribuição dos professores organizar a apresentação dos relatórios, que pode ser em forma de exposição oral, painel, mural, jornal, entre outras.

e) Avaliação do processo. Sob a responsabilidade direta dos professores, e com ampla participação dos alunos, a avaliação do processo busca verificar se os objetivos de ensino enunciados para o trabalho foram atingidos. Além desses, importa identificar outras aprendizagens realizadas e habilidades desenvolvidas. Ainda é o momento de investigar os eventuais insucessos ou pontos falhos do processo, visando formular hipóteses para sua ocorrência e alternativas para a superação, em novas oportunidades.

4.7.4. Papel do aluno 

A utilização desse procedimento de ensino pode proporcionar oportunidades de aprendizagens amplas e enriquecedoras para o aluno.

Desse modo, ele deve: 

a) Participar ativamente do processo de planejamento do estudo do meio, com idéias e sugestões.

b) Envolver-se na execução das atividades previstas, contribuindo para seu sucesso.

c) Respeitar as normas estabelecidas, os colegas e os professores, concentrando seus esforços no desenvolvimento da investigação.

d) Auxiliar a sistematização dos resultados obtidos, a busca de fundamentação teórica necessária e a apresentação do relatório.

e) Participar do processo de avaliação do trabalho realizado, identificando acertos e erros, buscando alternativas de superação e assumindo responsabilidades.

Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA

Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...