Estamos em Manutenção # We are in Maintenance Bem Vindos a Este Espaço # Welcome to This Space

31 de outubro de 2018

História Do Cristianismo - Teologia 32.267 - MAIS MARTÍRIOS

História Do Cristianismo - Teologia 32.267



MAIS MARTÍRIOS

Contudo, a tortura aos hereges continuou como dantes; e dois meses depois da promoção de Cranmer, João Frith, um íntimo amigo de Tyndale, sofreu o martírio juntamen­te com um aprendiz de alfaiate, chamado Hewett, que ti­nha negado a presença corporal no sacramento. Não se deve porém supor que Cranmer tomasse qualquer parte nestes atos brutais; eram inteiramente devidos ao selva­gem beatismo do bispo de Winchester, por quem o arcebis­po tinha uma dedicada antipatia.
Houve ainda muitas outras vítimas do zelo de Gardiner, mas não nos podemos referir a elas individualmente: estão registradas no Céu, e Deus não se há de esquecer de nenhuma delas.
Mas, entre todas, a que merece mais especial menção é a mártir Ana Kime mais conhecida por Ana Askew. Era esposa de um tal Kime, um papista fanático. Só algum tem­po depois de casada, foi que o Senhor lhe abriu os olhos e lhe mostrou pela luz da sua Palavra os erros papistas; mas logo que recebeu a luz manifestou bem o favor que lhe ti­nha sido concedido pela firmeza e coragem com que pros­seguiu nas suas convicções.
A primeira perseguição que teve de sofrer veio do seu próprio marido, cujo ódio pelo Evangelho venceu por fim de tal maneira toda a afeição natural que a expulsou de sua casa. Ligou-se então à corte da rainha Catarina Parr, que era uma cristã sincera; e ali a sua beleza, a sua pieda­de, e a sua ilustração, atraíam a atenção de todos, desper­tando mais tarde o ódio de Gardiner e do seu partido. Vi­giavam todos os seus movimentos, mas nada encontravam em que pudessem basear uma acusação. A sua maneira de viver era irrepreensível.
No ano de 1545 foi acusada de heresia, e lançada na pri­são. O seu primeiro interrogatório perante os inquisidores teve lugar no mês de março do mesmo ano, no fim do qual foi mandada para a sua cela em Newgate, onde ficou du­rante perto de um ano. O seu segundo interrogatório foi pe­rante o conselho do rei em Greenwich, onde ela foi escarne­cida e insultada pelo bispo de Winchester e seus adeptos, sendo novamente conduzida para Newgate.
Um dia ou dois mais tarde foi removida para a Torre onde o Lord Chanceler esforçou-se por induzi-la a indicar outros da corte que eram suspeitos de partilhar com as suas opiniões; e não querendo ela fazê-lo, aquele miserável monstro ordenou que a colocassem no cavalete da tortura. "E para conservar-me sossegada", diz a pobre vítima pa­ciente, "e não gritar, o Lord Chanceler e o Mestre Rich tor­turaram-me com as suas próprias mãos até eu estar quase morta... Mas dou graças ao meu Senhor Deus pela sua eterna misericórdia. Ele deu-me forças para persistir na minha fé, e espero que hei de resistir até o fim". Depois disso foi levada para uma casa e deitada numa cama com os ossos moídos e doridos como jamais os teve o patriarca Jó; e enquanto ali jazia, o Chanceler mandou dizer-lhe que se quisesse abandonar as suas opiniões seria bem tratada, em caso contrário seria reenviada para Newgate e queima­da. Mas ela respondeu que preferia morrer do que negar a sua fé; e esta resposta foi que decidiu a sua sorte.
Nesse mesmo ano, não se sabendo a data certa, foi completada a tragédia de Ana Askew, que foi levada da prisão para ser queimada. Estando muito fraca e não po­dendo andar, foi levada para Smithfield numa cadeira, e quando a levaram para o poste nem podia ter-se de pé. Amarraram-na portanto pelo meio do corpo com uma cor­rente. Então ofereceram-lhe o perdão do rei se se retratas­se; porém ela respondeu que não tinha vindo ali para negar o seu Senhor e Mestre. Chegaram então o fogo à lenha, e em breve os seus sofrimentos acabaram, e o seu espírito su­biu ao Céu. Mais três vítimas sofreram ao mesmo tempo.
Desgraçados tempos! Bem se podia erguer o grito de "Por quanto tempo Senhor Deus, por quanto tempo?!"



Que o Santo Espirito do Senhor, ilumine o nosso entendimento
Não perca tempo, Indique esta maravilhosa Leitura
Custo:O Leitor não paga Nada, 
Você APENAS DIVULGA
E COMPARTILHA
.


Reações:

0 Comentários :

Postar um comentário

Deus abençoe seu Comentario